China
quinta, 15 de novembro de 2018

Empregadores

Comércio e Administração Pública são os grandes empregadores de MS

Construção Civil obteve maior queda de ocupações

Por: ALINE OLIVEIRA08/11/2018 às 17:51
ComentarCompartilhar

O setor de Comércio e Administração Pública somaram 21,1% do total da população ocupada em Mato Grosso do Sul. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (8), pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Contribuíram  ainda, a Agropecuária e a Indústria geral. 

Em contrapartida, a Construção Civil foi o segmento que registrou maior perda de trabalhadores, com queda de 18 mil pessoas, seguida pelor Serviços Domésticos e Transporte, Armazenagem e Correio.

Quando analisada por sexo, a pesquisa ligada ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a participação de homens e mulheres na população ocupada não apontou para mudança estrutural entre 2012 e 2017, permanecendo o predomínio dos homens, cuja estimativa alcançou 56,6% em 2017.

Mesmo sem alteração relevante nos dados apresentados, foi possível observar que a queda do contingente de ocupados de 2015 para 2016 foi mais acentuada entre os homens: de uma redução de 1 435 mil ocupados nesse período, 1 215 mil foram de homens. 

Além disso, em 2017, a expansão aconteceu apenas na ocupação das mulheres, enquanto a dos homens continuou em queda. O movimento desse último ano contribuiu para que a diferença do percentual entre ambos os sexos atingisse o menor valor desde 2012. 

SINDICATO

Um dos itens avaliados na pesquisa da PNAD é o número de pessoas ocupadas sindicalizadas, que no ano passado registrou um crescimento de 15%, com 190 mil adesões.

A curva de crescimento apontou inconsistências no período de 2012 a 2017, já que no intervalo o número de sindicalizados somava 169 mil pessoas, diminuindo para 153 mil em 2013/2014 e aumentando para 190 mil. 

TURNO DE TRABALHO

Outra informação observada entre a população economicamente ativa do Estado é o período em que trabalham: 91,7% das pessoas ocupadas atuam no período diurno, enquanto que apenas 8,3% optam pelo turno noturno ou parcialmente noturno. Analisando a mesma série histórica (2012 a 2017), houve aumento quanto ao número de mulheres trabalhando no horário diurno, 93,8% contra 90,1% dos homens.

TRABALHO COOPERADO

Informação positiva para o número de pessoas ocupadas de forma autônoma, ou por associação à Cooperativas. Até 2017 foram confirmadas 354 mil pessoas categorizadas como empregadoras ou contra própria, no trabalho principal. 

Na comparação com 2012, a elevação foi de 25%, enquanto que de 2016 a 2017, o índice chegou a 7,6%, ou 25 mil pessoas. 

EMPREENDEDORISMO

No intervalo de cinco anos, o número de registros no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) aumentou todos os anos, chegando ao maior número em 2016, com 33%. Ano passado houve uma leve retração, caindo para 31,7%, confirmando a mudança na forma de contratação de serviços.

Deixe seu Comentário
Grupo de Teatro em Campo Grande - MShttps://www.facebook.com/grupoteatralfaltaum/

TV MS

04 de novembro de 2018
Entrevista - Alessandra Maestrine e Mirna Rubim falam sobre o espetáculo 'O Som e a Sílaba'

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 3305.4739
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma