Prefeitura
sexta, 17 de agosto de 2018

Bosco Martins

Diretor-presidente da Fertel assume vaga em Conselho Consultivo da 99.9 FM da UFMS

Bosco Martins considerou a interrupção de ações de gestão tão nocivas quanto a corrupção e destacou parceria entre a Fertel e a universidade, que viabilizou nova rádio pública na Capital

Por: Redação com assessoria14/06/2018 às 15:46
ComentarCompartilhar

O diretor-presidente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), jornalista João Bosco de Castro Martins, destacou nesta terça-feira (12) a importância da manutenção de ações por parte da administração pública para preservar o patrimônio da coletividade, a exemplo do que ocorre na atual administração estadual. A declaração foi dada em discurso durante a posse do Conselho Consultivo da FM 99.9, da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), o qual Martins integra.

“A falta de continuidade é tão lesiva ao poder público quanto os atos de corrupção, pois jogam por terra esforços feitos por equipes e que consumiram recursos públicos, fazendo com que muitas ações tenham de ser retomadas do zero”, afirmou Martins, durante discurso na solenidade conduzida pela vice-reitora Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo, que responde interinamente pela universidade.

Nesse sentido, ele parabenizou a gestão do reitor Marcelo Turine, que deu continuidade ao projeto iniciado na gestão da então reitora Célia Maria da Silva Corrêa Oliveira e prosseguiu com a estruturação da FM 99.9, que em 2018 completa dois anos. A rádio foi implantada em parceria com a Fertel, que cedeu pessoal há dois anos para garantir o funcionamento técnico da rádio coirmã.

“O processo para realização de concurso público para contratação de técnicos é burocrático e demorado. Mas sem pessoal teríamos uma rádio ociosa. Eles tinham a rádio, mas não a mão de obra. Por isso, formalizamos essa parceria fundamental para a comunicação pública”, explicou Martins.

A fundação cedeu à rádio da UFMS os servidores Gisele Faria (locutora), Maciel Dias (locutor, operador e programador), Valdir Viana (operador) e Alessandro Rocha dos Santos Silva (técnico de operações), que ajudaram na implementação da FM 99.9.

Conselho Consultivo

Martins assumiu vaga nesta tarde, ao lado de outros integrantes, no Conselho Consultivo da FM 99.9, instância que terá, entre suas atribuições, opinar sobre a linha da programação. Trata-se de órgão criado aos moldes do Conselho de Programação da Fertel, cuja criação foi oficializada em 23 de maio por meio de decreto assinado pelo governador Reinaldo Azambuja.

“O Conselho de Programação da Fertel visa a democratizar a rede pública de rádio e televisão de Mato Grosso do Sul, cujo norte é dar visibilidade a temas de relevância local que, nem sempre, conseguem o devido espaço nas emissoras comerciais”, explicou Martins.

No caso da Fundação Luiz Chagas, o conselho, que logo será empossado, é formado pelo diretor-presidente da fundação; pelos titulares da Coordenadoria Técnica Operacional e das gerências de Administração e Finanças, de Rádio e TV; um servidor efetivo escolhido via votação entre os funcionários da fundação; e seis membros representantes de reconhecida capacidade técnica vindos da SECC (Secretaria de Estado de Cultura e Cidadania), Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica), Sindjor-MS (Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul), Sintercom-MS (Sindicato dos Radialistas e Publicitários Profissionais do Estado), Simatec-MS (Sindicato dos Músicos, Autores e Técnicos de Mato Grosso do Sul) e da Associação das Produtoras Brasileiras de Audiovisual/Seccional do Centro-Oeste.

“Os conselhos de caráter consultivo funcionam praticamente como agências de incentivo e regulação, como a Ancine (Agência Nacional do Cinema), que permitem justamente que políticas em favor da continuidade de ações nos órgãos públicos, como as defendidas pelo governo estadual e por mim, sejam mantidas em nome da eficiência e da economia”, destacou Bosco Martins.

Parceria

Também no evento na UFMS, a vice-reitora oficializou convênios firmados junto ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) e a Polícia Civil do Estado, no intuito de veicular programas, boletins e outras ações desses dois órgãos. Os acordos seguem o modelo implementado pela Fertel, parceira de ambas as instituições na divulgação de produções que visam a informar e orientar a população nas grades da FM 104.7 Educativa e da TVE Cultura.

Tomaram como conselheiros da FM 99.9 o jornalista Bosco Martins,  tendo como  membro  suplente  o  músico e professor Celito Espindola; a professora Daniela Ota, Evandro Rodrigues  Higa, coordenador do curso de Música da UFMS, Marcelo Fernandes Pereira,  Nalvo Franco de Almeida  Junior, Ocimar Santiago Ramires e a atual gerente de Comunicação da UFMS, profa. dra. Rose Mara Pinheiro. 

Participaram  do ato de  posse do primeiro conselho eleito da Radio Educativa da UFMS a vice-reitora, professora Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo,  que comandou  a solenidade de posse e representou o reitor Marcelo Augusto Santos Turine; o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, representando o governador Reinaldo Azambuja; a procuradora de Justiça Ariadne Cantú, pelo MPMS e o delegado Devair  Aparecido Francisco, representado a Delegacia Geral de Polícia Civil –que assinaram os acordos de retransmissão de boletins institucionais para exibição na grade da rádio da UFMS.

Deixe seu Comentário

TV MS

09 de julho de 2018
O difícil resgate dos meninos presos em caverna na Tailândia

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 3305.4739
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma