PMCG COMPET CIDADE DO NATAL

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

SEGOV GUERRA CONTRA O MOSQUITO AGILITÁ
quarta, 11 de dezembro de 2019

APÓS 3 ANOS

E-mails revelam que LaMia e seguradora sabiam dos riscos do voo da Chape

Desde a proibição do frete, sobrevoo não autorizado a favorecimentos políticos, bem como desdém com a tripulação, mostram os e-mails obtidos pelo UOL Esporte

Por: TERO QUEIROZ*10/09/2019 às 08:35
ComentarCompartilhar
Modelo de avião da LaMiaModelo de avião da LaMiaFoto: Reprodução/Web

Após quase três anos da tragédia da aviação que matou 71 atletas do Chapecoense, e-mails são divulgados hoje (10), onde são reveladas que as companhias áreas LaMia e a venezuelana Lorendan Albacete e também o corretor de seguros da AON, o britânico Simon Kaye, todos sabiam das proibições para operação da empresa boliviana, antes mesmo do fatídico acidente no morro Cero Gordo em Medellín, onde o aeronave do voo 2933 se chocou contra o solo após acabar o combustível em 28 de setembro de 2016. 

Desde a proibição do frete, sobrevoo não autorizado a favorecimentos políticos, bem como desdém com a tripulação, os e-mails, obtidos pelo UOL Esporte revelam que contato próximo com “aquela que cuidas dos clubes de futebol”, foram trâmites que culminaram na grande tragédia. 

Os e-mails estão numa série de documentos disponibilizados ao Senado Federal e obtidos pelo UOL Esporte que demonstram que a companhia aérea tinha seguro para a aeronave, à despeito das famílias ainda não terem recebido os valores sobre o acidente. Em um dos trechos, a negociação entre Loredana Albacete e Simon Kaye demonstra que a LaMia contava com uma série de voos futuros para convencer a AON a assegurar a nave:

“Odeio pressionar você com tempo quando eu tenho atrasado nas respostas, mas não tenho opções. Vamos ter de assinar o contrato na segunda para a viagem de 10 de abril. (…) Espero que você entenda. É um cliente com alto potencial para nós. Eles lidam com todos os times de futebol e a temporada está começando”, escreve Loredana. A referência é à Off Side Logística, empresa sediada no Rio de Janeiro que intermediou negociações com a Chapecoense e outros clubes. A viagem citada não ocorreu: era para o The Strongest ir para a Venezuela, mas o seguro não saiu a tempo.

FONTE: Veja o conteúdo completo aqui.  

Deixe seu Comentário

TV MS

05 de dezembro de 2019
Sete bairros da Capital são beneficiados com entrega de UBS no Alves Pereira 

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma