REVIVA PMCG COMPET

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

SEGOV GUERRA CONTRA O MOSQUITO AGILITÁ
domingo, 08 de dezembro de 2019

Cotidiano

Governo decreta Situação de Emergência por erosão em Porto Murtinho

Decreto vale por 180 dias e mobiliza todos os órgãos estaduais, sob a coordenação da Defesa Civil

Por: Renata Volpe/Midiamax19/11/2019 às 09:28
ComentarCompartilhar
Erosão na margem do rio Paraguai, em Porto Murtinho.Erosão na margem do rio Paraguai, em Porto Murtinho.Foto: Edicarlos Oliveira

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) decretou situação de emergência nesta terça-feira (19), por 180 dias, em partes da área urbana de Porto Murtinho, distante 440 quilômetros de Campo Grande, devido a erosão na margem do rio Paraguai, ocorrida no dia 28 de outubro. 

A erosão aconteceu mais precisamente na parte contínua à estrutura do dique de proteção contra cheias, na cidade. Segundo o decreto, o local da erosão fica ao lado da estação flutuante de captação de águas da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), a qual, em virtude da movimentação de terra, terá que ser remanejada para outro local do rio.

A gravidade do desmoronamento existe principalmente porque as estacas que seguravam parte do barranco também cederam, junto às placas de concreto.

O governo decidiu também pelo decreto de situação de emergência, pois há previsão de chuvas e pode agravar a situação e colocar em risco toda a população de Porto Murtinho, além de causar possíveis prejuízos ao tráfego de embarcações.

Conforme o governo, a contabilização dos danos humanos, materiais e ambientais públicos e privados, ainda está sendo feita e com o decreto de emergência municipal, alegando na DMATE (Declaração Municipal de Atuação Emergencial) que a magnitude do evento superou a capacidade de gestão do desastre, pois os danos e os prejuízos comprometem a capacidade de resposta da prefeitura.

Com o decreto, o governo autoriza a mobilização de todos os órgãos Estaduais para atuarem, sob a coordenação da Cedec/MS (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil), nas ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução. 

Também foi autorizado a convocação de voluntários, para reforçar as ações de resposta ao desastre e a realização de campanhas de arrecadação de recursos perante a comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pela erosão.

Autoridades administrativas e os agentes de defesa civil também são diretamente responsáveis pelas ações de resposta aos desastres, em caso de risco iminente, e estão autorizados a entrarem nas casas para prestar socorro ou para determinar a pronta evacuação; usar de propriedade particular, no caso de iminente perigo público, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano. 

Além disso, o decreto de situação de emergência dispensa licitação de contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a reabilitação dos cenários dos desastres, desde que possam ser concluídas no prazo máximo de 180 dias consecutivos e ininterruptos.

Entenda
Uma parte das placas de contenção das margens do Rio Paraguai desmoronou por volta das 17h da do dia 28 de outubro, em Porto Murtinho. O desmoronamento ocorreu na parte central da cidade, em trecho onde o Rio Paraguai é mais profundo.

A gravidade do desmoronamento existe principalmente porque as estacas que seguravam parte do barranco também cederam, junto às placas de concreto. Com isso, caso o nível do rio estivesse mais alto, a situação poderia ter sido catastrófica. O dique de contenção, porém, não foi afetado.

Instaladas há cerca de 8 anos, as placas são responsáveis por conter o nível do rio, que décadas atrás causava grandes alagamentos na cidade.

Deixe seu Comentário

TV MS

05 de dezembro de 2019
Sete bairros da Capital são beneficiados com entrega de UBS no Alves Pereira 

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma