PRESTAÇÃO DE CONTAS

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

segunda, 22 de abril de 2019

Injúria

Pai que induziu filhos a mentir em caso de estupro pode responder por injúria

Laudos periciais apontam que irmão de 9 e 11 anos não foram vítimas de abuso e relatório psicossocial indicam que mentiram em depoimento, induzidos pelo pai e madrasta

Por: Clayton Neves e Mirian Machado15/04/2019 às 15:45
ComentarCompartilhar

Com a comprovação apontada por exames periciais de que as crianças de 9 e 11 anos não foram estupradas pelo irmão, um adolescente de 16 anos, o pai delas pode responder na Justiça pelo crime de injúria. A denúncia do estupro, que não se confirmou, veio à tona em fevereiro quando o pai foi à polícia dizer que os filhos eram vítimas de abuso e obrigados a usar pasta base.

Desde que a mãe das crianças morreu, há seis anos, a guarda dos irmãos está com o tio, um assistente social de 29 anos. Na época da denúncia, ele disse que era manobra do pai para tentar ficar com a pensão por morte que os garotos recebem.

Em fevereiro, os meninos foram ouvidos por psicólogos e confirmaram os supostos abusos, porém, relatório psicossocial de atendimento do Ministério Público aponta que os dois irmãos mentiram após agressões e tortura psicológica praticada pelo pai biológico e madrasta, o que teria ocorrido durante as férias.

De acordo com a delegada Marília de Brito, titular da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), o crime segue sendo investigado para apurar possíveis maus tratos aos irmãos e o pai pode ser responsabilizado.

O caso - Desde que mãe morreu, em 2013, as duas crianças moram com o tio materno e o irmão por parte de mãe. Há dois meses, o menino de 9 anos e a menina de 11 anos foram para a casa do pai passar as férias.

No dia 17 de fevereiro, as vítimas teriam dito à madrasta que não queriam voltar a morar com o tio, pois eram abusadas pelo irmão mais velho e obrigadas a usarem pasta-base de cocaína.

O pai tirou satisfação com o tio das crianças, que rebateu que as crianças estariam sendo pressionadas a contar mentiras. Em razão disso, o Conselho Tutelar e a Polícia Militar foram acionados. As crianças foram entregues pelo Conselho Tutelar a uma tia materna.

Deixe seu Comentário

TV MS

03 de abril de 2019
Revoada de balões em alusão ao Dia Mundial de consciencização ao autismo

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma