POSSE DE MAIS CONCURSADOS

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

domingo, 21 de julho de 2019

CARNAVAL

Projeto Formação de Mestre Sala e Porta Bandeira é realizado na Capital

Porta Bandeira Campeã Paulista foi recepcionada por um grupo de mulheres e jovens que seguem seus passos

Por: REDAÇÃO17/06/2019 às 13:42
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução

Adriana Gomes primeira porta bandeira do Escola de Samba Mancha Verde (G.R.C.E.S.), campeã do carnaval Paulista de 2019. Participou na bancada de entrevista do canal SRZD um site de notícias na internet que fala de carnaval. Esteve em Campo Grande para uma apresentação e foi recepcionada por um grupo de mulheres e jovens que seguem seus passos como porta bandeira. O grupo foi liderado por Lucia Sanches ativista cultural e fundadora do Projeto de formação de Mestre sala e porta bandeira em Campo Grande.

Lucia Sanches criadora do Projeto com Lillian Basílio que é veterana porta bandeira, suas alunas e um jovem de 12 anos que já estreou como mestre sala mirim reunidos em animada conversa sobre carnaval fizeram o convite a Adriana Gomes para ser a madrinha do Projeto de formação de mestre Sala e Porta bandeira de campo Grande, que foi prontamente aceito, em meio aos sentimentos de responsabilidade e tomada pela a emoção do convite de reconhecimento por sua atuação na cultura do samba, e de um lugar tão distante de suas origens. A porta bandeira campeã vestiu a camiseta e selou compromisso, dizendo que não medirá esforços em ajudar e colocar o objetivo do projeto de forma teórica e prática os casais de mestre sal de Campo Grande e estender para demais cidades de Mato Grosso do Sul que tem o carnaval no seu calendário como atividade cultural e do samba.

SOBRE ADRIANA GOMES 

A porta bandeira Adriana Gomes é de família tradicional e é fruto de toda uma convivência no carnaval. Do alto de seus   1,80 m, de enorme cabeleira, sorridente e de voz imponente é uma das figuras e rosto mais conhecidos e festejado na passarela do samba do Anhembi, e chama a atenção de todo mundo.  Porta-bandeira da Mancha Verde desde 2014, filha de dois ícones do Carnaval de São Paulo: Raimundo Pereira da Silva, o Mercadoria, e Maria Gilsa, de quem herdou o talento para ostentar o pavilhão.

Conta que sua tia era diretora da escola de samba “Só Vou Se Você For” e que a convidou para ser porta-bandeira. Eu disse que só aceitaria se fosse para ser a última. Mas foi o destino a reservou a primeira no Carnaval de 1999, e tornou-se a primeira porta bandeira.  E sua surpresa que logo após desfile aparece estampada em jornal, uma foto sozinha. Por aparecer em jornal, gostou tanto que se apaixonou pelo posto de porta-bandeira.

Na escola Tom Maior em 2000, também foi guardiã do pavilhão. Nos atropelos de acontecimentos de bastidores de carnaval, era para ter saído na frente do abre-alas, mas desfilou junto com o último carro. Marcelo o mestre sala é seu par, enorme amigo e parceiro de mais de 20 anos. A relação de um casal de MS PB tem que ser harmônica e super compromissada, isso reflete na dança.  Sendo o quesito mestre sala e porta bandeira dentro de uma agremiação carnavalesca, que alem de carregar o pavilhão com as cores e nome da escola é um dos mais importantes a serem julgados e defendidos apenas por duas pessoas, assim a grande responsabilidade de levar o pavilhão da escola.

SERVIÇO

Para participar do Projeto Formação de Mestre Sala e Porta Bandeira Lucia Sanches Av. Paulista,150 - Bairro Jockey Club. Contato: (67) 99216-2517.

Deixe seu Comentário

TV MS

11 de julho de 2019
Fábio Trad fala sobre indenização a Zeca e alerta MP-MS

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma