HCAA
quinta, 21 de março de 2019

Bancos

Quadrilha que explodiu bancos deixou para trás R$ 170 mil

Polícia investiga se quadrilha presa em MG é a mesma que agiu em MS

Por: LUANA RODRIGUES08/11/2018 às 16:42
ComentarCompartilhar

A quadrilha que explodiu duas agências bancárias em Chapadão do Sul, na madrugada de ontem, deixou para trás R$ 170 mil. O dinheiro estava embaixo de um dos cofres explodidos, mas não sofreu nenhum dano. O valor total levado pelos criminosos ainda está sendo contabilizado, mas é superior a R$ 50 mil, dinheiro furtado de apenas uma das agências.

De acordo com o delegado Fábio Peró, da Delegacia Especializada Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras), há suspeitas de que a quadrilha seja a mesma que agiu na cidade Frutal, Minas Gerais, na madrugada de hoje.

Na cidade, houve troca de tiros, uma comerciante e dois criminosos morreram; além disso, uma adolescente foi atingida por bala perdida. Equipes estão nas ruas da cidade e região em busca dos autores que conseguiram fugir. Até o início desta tarde, três suspeitos foram detidos.

“Tem grande chances de ser a mesma quadrilha. Calibres utilizados eram os mesmo e os veículos tinham as mesmas características. Faremos perícia para saber se as munições usadas aqui e lá saíram das mesmas armas e também vamos pedir a quebra de sigilo telefônico, para saber se os aparelhos aprendidos lá estiveram aqui em MS”, explicou o delegado.

O delegado e uma equipe envolvendo policiais do Garras e do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) ainda está em Chapadão do Sul investigando o crime.

CHAPADÃO DO SUL

A agência do Banco do Brasil, localizada na Avenida 11, teve dois cofres destruídos e o dano das explosões chegou a comprometer o prédio. Já na unidade da Caixa Econômica, que fica a 250 metros de distância, na Avenida Seis, todos os caixas eletrônicos foram arrombados.

Duas lojas, uma ótica e uma venda de roupas masculinas, também foram saqueadas. Por atribuição, a Polícia Federal vai investigar o roubo à Caixa Econômica e a Polícia Civil fica responsável pelo inquérito que envolve o Banco do Brasil.

Procurado, o Banco do Brasil informou que a agência alvo de ataques criminosos teve toda a sua estrutura prejudicada e, ainda que os fornecedores já tenham sido acionados, não há como determinar a reabertura da unidade por enquanto.

FRUTAL - MINAS GERAIS

A polícia contou que por volta da 1h30 aproximadamente 15 criminosos arrombaram agências da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, no Centro da cidade, mas não conseguiram explodir caixas. Eles também tentaram invadir o Santander, mas a polícia chegou ao local e impediu o roubo. 

Houve troca de tiros e dois assaltantes, de idades não divulgadas, foram atingidos e morreram na hora.

Durante a fuga, os autores renderam e atiraram contra uma comerciante. Segundo o Corpo de Bombeiros, equipes foram chamadas para socorrer a vítima.

No local, testemunhas contaram que estavam dentro de um estabelecimento comercial quando viram cinco homens encapuzados e armados batendo na porta. Os criminosos queriam o veículo da mulher.

A Polícia Militar também informou que foram encontradas munições de fuzis, submetrelhadoras, escopetas e pistolas, sendo que parte dessas armas são de uso exclusivo das forças armadas. Vidros das vitrines de algumas lojas próximas aos bancos ficaram estilhaçados ao serem atingidos durante a troca de tiros. (Com informações G1)

Deixe seu Comentário

TV MS

14 de março de 2019
Câmeras filmam ação de assassinos no interior da Escola Estadual Raul Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma