PRESTAÇÃO DE CONTAS

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

segunda, 22 de abril de 2019

Vereadores

Vereadores aprovam créditos para fundos municipais e outros 9 projetos

Fundo Municipal para o direito da mulher e defesa do consumidor segue para sanção do Executivo

Por: Correiodoestado16/04/2019 às 17:57
ComentarCompartilhar

Vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram dez Projetos de Lei na sessão ordinária desta terça-feira (16). Na lista de projetos aprovados, estão propostas do Executivo para autorização para financiamento e abertura de crédito suplementar para investimentos no Município e Fundo Municipal de Enfrentamento à Violência e Promoção dos Direitos da Mulher. Os projetos foram votados em única discussão e votação e em regime de urgência e segue para a sanção do prefeito Marcos Trad (PSD).

Em única discussão e votação, em regime de urgência, foi aprovado o Projeto de Lei que autoriza o Executivo a contratar financiamento junto à União, por meio da Caixa Econômica Federal, na qualidade de agente financeiro, a oferecer garantias. A proposta da prefeitura prevê R$ 25 milhões para sistema de modernização fiscal e tributária na Capital.

Também em turno único de votação, foi aprovado o Projeto de Lei 9.289/19, que autoriza a abertura de crédito adicional especial, no valor de R$ 100 mil para a criação do orçamento do Fundo Municipal de Enfrentamento à Violência e Promoção dos Direitos da Mulher de Campo Grande.

Foi aprovado ainda o Projeto de Lei 9.290, também de autoria do Executivo, que autoriza a abertura de Crédito Suplementar no valor mais de R$ 51 mil. O recurso será usado para atender várias secretarias, incluindo obras de reordenamento viário e reformas dos terminais de transporte coletivo; construção da Escola da Vila Natália, aquisição de móveis e equipamentos para atender a rede municipal de educação e atendimento aos serviços de transporte escolar rural.

Já o Projeto de Lei 9.292, também da prefeitura, autoriza a abertura de crédito adicional especial, no valor de R$ 300 mil, para criação do orçamento do Fundo Municipal de Defesa do Consumidor (Fumdecon).

Ainda, em única discussão, foi aprovado o Projeto de Lei Complementar 630/19, que altera dispositivos das Leis Complementares 272, de 4 de dezembro de 2015, e 335, de 5 de novembro de 2018." A proposta tem finalidade de dar melhores condições para que a Câmara de Conciliação Fiscal (CCF) possa, mediante conciliação mútua, receber créditos da Fazenda Pública Municipal.

Em única discussão e votação, será analisado o projeto de lei n. 9.230/19, que altera dispositivos da lei n. 5.793/17. A proposta, também de autoria do Executivo, trata das atribuições e competências de trabalhos de fiscalização em relação a gestão e fiscalização.  

Em urgência, em única discussão, os vereadores aprovaram ainda o Projeto de Lei 9.294/19, que altera e revoga dispositivos da Lei n. 5.291, de 8 de janeiro de 2014 e dá outras providências. A proposta prevê que a alteração de nome de logradouros públicos só poderá ser apresentada se o nome originário não tiver significância maior, vedada a alteração que recair sobre nomes de pessoas. O projeto é dos vereadores William Maksoud (PMN), Odilon de Oliveira (PDT) e Papy (Solidariedade). 

Também em turno único de discussão, foi aprovado o Projeto 9.311/19, que altera o artigo 3° da Lei 4.341 de 29 de novembro de 2005 e dá outra providências.  O Projeto prevê que o atestado de condição de professor da rede pública ou privada do município, para gozo do benefício da meia-entrada em estabelecimentos de lazer e entretenimento, dar-se-á por meio de apresentação da carteira funcional emitida pelo respectivo sindicato da categoria, holerite, carteira de trabalho ou qualquer outro meio que comprove sua condição de professor. A proposta é dos vereadores Vinicius Siqueira(DEM), Betinho (PRB), Enfermeira Cida Amaral (PROS), João Cesar Mattogrosso e Prof. João Rocha (PSDB).  

Por fim, também em urgência e turno único de votação, foi aprovado o Projeto de Lei 9.156/18, dos vereadores Antonio Cruz e André Salineiro do PSDB. A proposta estabelece obrigatoriedade de instalação de radares eletrônicos fixos com display no âmbito do Município de Campo Grande.

Já em segunda discussão e votação, os vereadores apreciam o projeto de lei n. 9.135/19, do vereador Ayrton Araújo do PT, que dispõe sobre instituir o Dia do Ouvidor em Campo Grande.

*Com informações da assessoria

Deixe seu Comentário

TV MS

03 de abril de 2019
Revoada de balões em alusão ao Dia Mundial de consciencização ao autismo

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma