PRESTAÇÃO DE CONTAS

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

quinta, 25 de abril de 2019

Prevenção e repressão

Lideranças comemoram aprovação de lei que cassa CNH de motorista envolvido com ilícitos

11/01/2019 às 14:57
ComentarCompartilhar

   “O país tem perfil rodoviário, por isso a nova lei ataca a logística do contrabando, traz mais efetividade para o trabalho das forças policiais e, consequentemente, mais resultado em segurança para a sociedade brasileira”. A avaliação é do presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), Luciano Barros, sobre a publicação da lei 13.804/19 no Diário Oficial da União desta sexta-feira (11).

    A legislação foi sancionada ontem pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e dispõe sobre medidas de prevenção e repressão ao contrabando, ao descaminho, ao furto, ao roubo e à receptação. A nova lei prevê que o condutor que se utilizar seu veículo para receptação, descaminho e contrabando terá cassado o documento de habilitação ou será proibido de obter a habilitação para dirigir veículo automotor por 5 anos.

    Defendida pela Frente Parlamentar de Combate ao Contrabando, a medida é uma das bandeiras do IDESF desde a sua fundação e já foi largamente debatida e defendida por seus representantes em eventos por várias regiões do País. “A perda da CNH é uma pena dura para os agentes desse ilícito, o que será muito positivo no combate a crimes desse gênero”, afirmou Barros.

    Para o autor do projeto e presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Contrabando, deputado Efraim Filho, a lei reforça o combate a um crime nocivo à toda a sociedade. “O contrabando financia o narcotráfico, o crime organizado, deteriora o mercado de trabalho formal, promove a evasão de divisas e prejudica a arrecadação de impostos, depondo contra o equilíbrio fiscal do país, dos estados e dos municípios. É um ilícito que gera riscos à saúde e à integridade do consumidor. Por isso, combater o contrabando é defender a vida”.

    O coordenador-geral de Polícia Judiciária (CGPJ/COGER), Bráulio Cézar Galloni, avalia a medida como instrumento de inibição ao tráfico. “Há muito esperada, a lei se constitui em necessário e adequado instrumento à repressão ao crime de contrabando, pois o motorista será desestimulado a contribuir para a gigantesca e nefasta estrutura que serve às organizações que lucram com tal espécie criminosa”.

    O diretor de operações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), João Francisco, disse que a publicação desta lei fortalece as ações estatais visando a prevenção e a repressão do contrabando, descaminho, furto, roubo e receptação. “Essas medidas administrativas, somadas às normas penais, vão contribuir para que a prática desses crimes seja inibida”.

    O delegado chefe da Polícia Federal de Foz do Iguaçu, Mozart Fuchs, destaca a legislação pelo efeito da condenação ao condutor que emprega veículo para praticar os crimes de contrabando, descaminho e receptação. “A inovação legislativa tem forte apelo para a dissuasão da prática desses crimes, tendo em vista que o principal modal utilizado pelos criminosos é o terrestre”, afirmou.

    Para o delegado da Alfândega da Receita Federal de Foz do Iguaçu, Paulo Bini, a legislação vai inibir a atuação criminosa no país. “Esta lei reduz o exército do crime. O mercenário desse exército, o empregado de transportadora que cai em tentação e vende sua honra ao crime, deixará de se interessar pela atividade criminosa”, acredita.

    O senador José Medeiros (PODE/MT), que também é policial rodoviário federal, considera a alteração no Código de Trânsito Brasileiro, permitindo a cassação da CNH de quem for condenado, um importante mecanismo para aprimorar a eficiência no combate destes crimes. “Um país com extensa fronteira seca e com transporte majoritariamente rodoviário, precisa focar em soluções, por vezes simples como essa, para fortalecer a fiscalização e diminuir a sensação de impunidade”, afirmou.

 

Sobre o IDESF - O IDESF é uma instituição sem fins lucrativos, com sede em Foz do Iguaçu (PR), que, por meio de projetos, iniciativas e ações promove a integração entre as regiões de fronteira, o fortalecimento das relações políticas, sociais e econômicas e o combate aos problemas próprios dessas regiões.

Deixe seu Comentário

TV MS

03 de abril de 2019
Revoada de balões em alusão ao Dia Mundial de consciencização ao autismo

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma