MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

SEGOV AGILITÁ VÍTIMAS
tera, 22 de outubro de 2019

MISS UNIVERSO INFANTIL

Miss Universo Infantil é de Brasília; única menina com deficiência no concurso, ela conquistou a cor

Milena Struck tem 10 anos e mora no Núcleo Bandeirante. Menina nasceu com deficiência no braço e defende 'que todos devem ser tratados igualmente'

Por: Por Brenda Ortiz, G1 DF02/10/2019 às 08:44
ComentarCompartilhar

Milena Struck, uma brasiliense do Núcleo Bandeirante, ganhou o concurso de Miss Universo Infantil no último fim de semana (28 e 29 de setembro), em Arequipa, no Peru. Ela disputou com 17 candidatas e venceu na categoria de meninas de 10 e 11 anos.

A nova Miss nasceu com agenesia de antebraço esquerdo – ausência de parte do antebraço e da mão. Ela era a única com deficiência, mas defendeu que "todos devem ser tratados da mesma maneira".

"Eu quero que todos os outros deficientes, como eu, participem de tudo que eles tiverem vontade. Eu sou normal. Só sou diferente, do mesmo jeito que as outras pessoas. Porque ninguém é igual a ninguém."

Como tudo começou

Segundo a mãe de Milena, Andressa Struck, a menina se interessou por esse universo quando uma professora da escola propôs um concurso de beleza para trabalhar a autoestima. As crianças tiveram aulas de postura, etiqueta, fotogenia e passarela.

"Milena demonstrou interesse em participar, até por estar com a autoestima meio abalada na época. E para nossa surpresa ela se saiu muito bem", afirma a mãe.

Milena, então, participou do Miss Distrito Federal Infanto-Juvenil, onde era a única menina com deficiência, segundo Andressa. Ao final, conquistou o primeiro lugar.

Era hora de ir para o Miss Brasil Infanto-Juvenil, em Curitiba, no Paraná. Os pais, que estavam desempregados, fizeram uma vaquinha eletrônica e conseguiram o dinheiro necessário para a viagem.

Novamente, a participação de Milena no concurso encantou os jurados. Ela venceu e foi classificada para participar do Miss Universo Infantil, no Peru.

Os pais de Milena, mais uma vez, buscaram ajuda para poder levar a menina para o país vizinho e foram recompensados com o primeiro lugar na competição.

"A Milena dizia o tempo todo que já estava super agradecida por poder participar. Ela dizia que nem precisava ganhar", conta Andressa.

Diferentemente do Miss Universo para adultos, o infantil não tem premiação em dinheiro, mas a menina brasiliense pretende seguir nos concursos, com um único objetivo, diz a mãe.

"Ela quer continuar como modelo, participar de outros concursos e ser uma representante da luta pela inclusão."

Deixe seu Comentário

TV MS

04 de outubro de 2019
"Lutar pela liberdade de Lula é ato de resistência". diz ator Osmar Prado

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma