COMBATE A EXPLORAÇÃO SEXUAL

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

Prefeitura
quarta, 22 de maio de 2019

Midterms

O que pode mudar com as eleições desta terça nos EUA?

Se os democratas retomarem o controle da Câmara e do Senado, podem barrar os projetos de Trump

Por: Notícias ao Minuto/ Reproduzido por Tero Queiroz06/11/2018 às 09:34
ComentarCompartilhar
Foto: © Nick Oxford/Reuters

Eleitores americanos vão às urnas nesta terça-feira (6) para escolher os futuros integrantes da Câmara, do Senado e de alguns governos estaduais. As eleições também são consideradas um teste de popularidade para o presidente Donald Trump, que assumiu o cargo há dois anos.

No pleito, serão selecionados 435 novos membros da Câmara dos Deputados, um terço do Senado e 36 dos 50 governos estaduais dos Estados Unidos.

As midterms, eleições realizadas na metade do mandato presidencial, mostrarão se os cidadãos estão satisfeitos com o governo.

Como explica o jornal 'Folha de S. Paulo', se os democratas retomarem o controle da Câmara e do Senado, podem barrar os projetos de Trump.

A favor do presidente estão índices positivos na economia, além da possível reação do eleitorado conservador à caravana de migrantes da América Central, que avança em direção à fronteira dos Estados Unidos.

Contra o presidente estariam os recentes ataques de extremistas de direita contra negros, judeus e personalidades do Partido Democrata, que podem vir a afetar os resultados.

Confira as principais mudanças esperadas com as eleições:

1. Perda da maioria republicana no Congresso

Nesta terça (6), são disputadas 35 das 100 vagas no Senado e todas as 435 cadeiras na Câmara. No momento, o Partido Republicano possui maioria nas duas casas: são 51 senadores e 240 deputados.

No Senado, os republicanos têm mais chance de permanecerem como maioria, pois grande parte das cadeiras disputadas pertencem à oposição. Como todos os Estados têm a mesma representação no Senado, e os republicanos são favoritos especialmente nos rurais, que têm pequena população.

O site FiveThirtyEight, que elabora estatísticas com base em pesquisas de intenção de voto, estima que os republicanos têm 83% de chance de manter o controle do Senado.

Já a Câmara deve ficar com os democratas, que precisam conquistar 23 novos assentos para obter a maioria. Como a votação neste caso é distrital, com representação relativamente proporcional ao tamanho da população, os democratas podem se beneficiar do descontentamento com Trump.

O FiveThirtyEight projeta que os democratas têm 87% de chance de ganhar a maioria da Câmara.

2. Futuro do governo Trump

Se Trump perder a maioria da Câmara, ele terá problemas para avançar com a sua agenda legislativa. O presidente vinha obtendo sucesso em votações, mas, mesmo com maioria nas casas, não teve apoio suficiente para cumprir grandes promessas, como a construção de um muro na fronteira com o México e a extinção do Obamacare.

Caso siga com maioria no Senado, o presidente poderá aprovar membros de seu gabinete e indicados para a Suprema Corte, além de se blindar de um eventual impeachment.

3. Mulheres no governo

Estas eleições têm número recorde de candidatas: 234 para a Câmara e 22 para o Senado, sendo que a maioria é filiada ao partido democrata. Mesmo com o crescimento considerável, as mulheres representam apenas 11,5% do total de candidatos democratas e republicanos ao Congresso.

4. Comparecimento acima da média

Como o voto é facultativo nos Estados Unidos, o comparecimento dos eleitores às urnas nas midtermscostuma ser baixo. Contudo, altos índices de votação antecipada indicam que a participação poderá ser a maior em 50 anos.

Essa possibilidade agrada o Partido Democrata, que acredita que estas eleições podem funcionar como um referendo sobre Trump.

5. Plebiscitos e eleições para governador

Diversos Estados também realizarão consultas sobre temas como: legalização da maconha, aumento do salário mínimo, direito ao voto de pessoas com antecedentes criminais, legalização de cassinos e estímulo ao uso de energias renováveis. Ao todo, 155 propostas serão colocadas para consulta popular em 37 estados.

Em 26 Estados serão escolhidos os governadores e outros cargos locais. Atualmente, os republicanos controlam cerca de dois terços dos Estados americanos.

Deixe seu Comentário

TV MS

05 de maio de 2019
OBRAS NA ERNESTO GEISEL EM CAMPO GRANDE E ENTREGA DE AMBULÂNCIAS

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma