ALMA DE TODOS ASSEMBLEIA NEOCOM

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

PRESTAÇÃO DE CONTAS PMCG BARTZ
terça, 18 de junho de 2019

Indonésia

Tsunami deixa mais de 160 mortos e 700 feridos na Indonésia

168 mortes foram confirmadas, 745 pessoas ficaram feridas e 20 estão desaparecidas. O número de mortos, porém, pode aumentar.

Por: Por G123/12/2018 às 07:42
ComentarCompartilhar
Foto: Foto: AFP Photo

Um tsunami que atingiu as ilhas de Sumatra e Java na noite de sábado (22) deixou 168 mortos, 745 feridos e 20 desaparecidos, informou a Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB) da Indonésia.

fenômeno não foi precedido por um terremoto, o que normalmente dá às autoridades tempo para transmitir um alerta e preparar a população. As ondas gigantes teriam sido provocadas por deslizamentos subaquáticos causados por erupções do vulcão Krakatoa.

"O número de vítimas pode aumentar, pois não nos chegaram informações de todas as áreas afetadas", afirmou em comunicado o porta-voz da BNPB, Sutopo Purwo Nugroho. A região é bastante turística, mas ainda não sabe se há estrangeiros entre as vítimas. O G1 procurou o Itamaraty e aguarda retorno.

Ao menos duas ondas gigantes devastaram boa parte das regiões de Serang, Pandeglang e South Lampung, no o estreito de Sunda. De acordo com testemunhas, a segunda onda foi muito maior e mais forte do que a primeira.

A região turística de Pandenglang foi a mais afetada e já registra 33 mortes e 491 feridos. Centenas de casas e hotéis ficaram muitos danificados. A região concentra as praias mais procuradas pelos visitantes como Tanjung Lesung, Sumur, Teluk Lada, Penimbang e Carita.

Em South Lampung, há sete mortos e 89 feridos. Em Serang, três pessoas morrearm, quatro ficaram feridas e duas estão desaparecidas.

O tsunami surpreendeu os habitantes. Na praia de Tanjung Lesung, uma forte onda atingiu com força um palco onde acontecia um show e arrastou a estrutura contra o público. Alguns integrantes do grupo "Seventeen", que fazia o show, e parte dos espectadores morreram.

Em Anyer, cidade litorânea de Java situada a 100 km a oeste de Jacarta, não houve forma de avisar a população porque não tinham sistema de alarme de tsunami originado por atividade vulcânica. "O sistema de alarme que temos serve para atividade tectônica mais do que vulcânica", disse Rahmat Triyono, especialista da Agência Meteorológica, Climatológica e Geofísica da Indonésia (BMKG, sigla em indonésio).

Especialistas da Agência de Meteorologia, Climatologia e Geofísica e a Agência de Geologia da Indonésia estão tentando determinar com exatidão o que ocorreu já que o tsunami não foi precedido de um terremoto, como geralmente acontece.

As autoridades indicam que houve um deslizamento de terra provocado pela erupção do vulcão Krakatoa sob a água no Estreito de Sunda, que divide as ilhas de Java e Sumatra. Esse incidente provocou a formação das ondas devastadoras.

 

 

 

Deixe seu Comentário

TV MS

14 de junho de 2019
Atrizes de espetáculo em cartaz há 19 anos falam dos bastidores

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma