MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

tera, 12 de novembro de 2019

RECUPERAÇÃO

Projeto de recuperação em córrego deve ser concluído só em dezembro

Novo prazo de estudo no Joaquim Português foi determinado após suspensão de contrato, necessária para ajustes técnicos

Por: Silvia Frias16/10/2019 às 11:07
ComentarCompartilhar
Córrego Joaquim Português se junta ao Desbarrancado para formar o ProsaCórrego Joaquim Português se junta ao Desbarrancado para formar o ProsaFoto: (Foto/Arquivo: Marina Pacheco)

O estudo e projeto de controle de erosão do Córrego Joaquim Português, afluente do Prosa, deve ser concluído até dezembro, estendendo em dois meses o prazo previsto inicialmente. A dilação é consequência do termo de paralisação, acordado entre a empresa responsável e o governo estadual.

O extrato do termo de paralisação foi celebrado entre Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) e Schettini Engenharia Ltda. A contenção da erosão faz parte de projeto conjunto com a prefeitura de Campo Grande, para enfrentar o assoreamento no lago do Parque das Nações Indígenas.

A suspensão será válida por 120 dias, a contar de 4 de setembro deste ano. A assessoria da Agesul informou que essa medida foi tomada para acertos técnicos do projeto e, ainda, para evitar aditivos ou nova contratação caso o prazo findasse sem que o estudo fosse concluído.

Ainda conforme assessoria, agora, a empresa tem até dezembro para a conclusão do estudo, mas nada impede que a avaliação fique pronta antes desse período, já que estão sendo feito apenas alguns ajustes técnicos.

O estudo e projeto técnico, no valor de R$ 128 mil, foi solicitado pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) para a realização de obra de controle de processo erosivo provocado pela água das chuvas no Parque Estadual do Prosa. Posteriormente, o cronograma previa a recomposição vegetal das margens do Córrego Joaquim Português.

O Joaquim Português se junta ao córrego Desbarrancado para formar o Prosa, que enfrenta assoreamento no lago principal do Parque das Nações Indígenas.

Desde o dia 9, o lago começou a ser reabastecido, o que deveria levar 48h, mas, até agora, não foi finalizado. Enquanto isso, não há qualquer outra intervenção na área.

Deixe seu Comentário

TV MS

30 de outubro de 2019
Árvores plantadas na nova 14 de Julho darão frescor ao Centro

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma