ANIVERSÁRIO DE CG PMCG BARTZ

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

ANIVERSÁRIO PMCG BARTZ LED
domingo, 18 de agosto de 2019

FLAGRANTE

Comerciante é preso em flagrante por reter cartão de indígenas

Há mais de um ano, homem de 54 anos estava com documentos e com o cartão do Bolsa Família da mulher e sacava o dinheiro dela

Por: Helio de Freitas, de Dourados13/08/2019 às 09:49
ComentarCompartilhar
Documentos e o cartão do Bolsa Família da indígena apreendidos por guardas municipais com o comercianteDocumentos e o cartão do Bolsa Família da indígena apreendidos por guardas municipais com o comercianteFoto: (Foto: Divulgação)

Dono de uma mercearia foi preso ontem (12) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, acusado de reter documentos pessoais e o cartão do programa Bolsa Família de uma mulher indígena de 23 anos. A retenção criminosa de cartões dos índios por comerciantes douradenses é problema antigo e já foi alvo de várias operações da Polícia Federal.

Segundo as investigações que já levaram à condenação judicial de comerciantes, eles vendem alimentos a prazo para os índios, geralmente com valores abusivos, e para ter certeza que vão receber retêm os cartões bancários e documentos.

Vania Duarte da Silva Gonçalves relatou aos guardas municipais que levaram Valdir Moraes, 54, para a delegacia, que há mais de um ano ele estava com seus documentos e sacava o dinheiro do programa federal direto de sua conta.

Ela procurou o posto a Guarda no Parque Antenor Martins, no Jardim Flórida para denunciar o comerciante, dono da mercearia localizada no Novo Parque Alvorada, região oeste da cidade.

Os guardas municipais se deslocaram até a mercearia, localizada na Rua Eduardo Cersósimo de Souza, no Novo Parque Alvorada. Valdir Moraes confirmou que estava com os documentos pessoais e o cartão de beneficio de Vania há pelo menos um ano, mas alegou que apenas guardava os documentos para a vítima.

Ele entregou aos guardas o cartão do Bolsa Família, o CPF, a carteira de identidade e o comprovante de pagamento de beneficio no valor total de R$ 514 com data de 18 de julho deste ano.

Acusado e vitima foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde o comerciante confessou ter em seu poder os documentos e cartões de pelo menos outros oito indígenas que usava para sacar dinheiro. A mercearia dele fica perto da reserva de Dourados.

Na delegacia, Vania informou que por várias vezes tentou pegar o cartão e seus documentos de volta, porém Valdir não devolveu. Ele foi autuado em flagrante por estelionato e supressão de documento particular.

Deixe seu Comentário

TV MS

16 de agosto de 2019
Após 30 anos de espera região Norte da Capital recebe asfalto

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma