Shopping China
segunda, 23 de abril de 2018

"Lucro Fácil"

Empresas mineradoras de bitcoins voltam aos holofotes como investigadas do Gaeco

'Equipes comandadas pelo Gaeco foram para as ruas de Campo Grande e São Paulo (SP) às 6h para cumprir oito mandados de busca e apreensão'

Por: Página Brazil/ Reproduzido por Tero Queiroz17/04/2018 às 09:52
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução/Página Brazil

A Minerworld, empresa de mineração da moeda virtual bitcoin com sede no Paraguai e unidade em Campo Grande, é um dos alvos do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que deflagrou na manhã de hoje, terça-feira (17) a Operação Lucro Fácil.

O foco, ainda de acordo com o MPMS, é combater a formação fraudulenta de pirâmide financeira através do fornecimento de suposto serviço de “mineração de bitcoins”

Equipes comandadas pelo Gaeco foram para as ruas de Campo Grande e São Paulo (SP) às 6h para cumprir oito mandados de busca e apreensão, segundo a assessoria de imprensa do MPMS, expedidos pela Vara de Direitos Difuso, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande em ação civil pública proposta pela 43ª Promotoria de Justiça do Consumidor.

Além da Mineworld, as empresas Bit Ofertas e Bitpago, em Campo Grande e São Paulo, também foram vasculhadas por agentes do Gaeco. As equipes ainda estiveram nas casas dos sócios das empresas.

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) encaminhou ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) no início deste ano parecer sobre indícios de pirâmide financeira envolvendo a empresa.

O advogado da MinerWorld em Campo Grande, Wilton Celeste Candelorio, esteve na sede do Gaeco nesta manhã e disse que procuraria o responsável para “entender o motivo da operação”.

Deixe seu Comentário

TV MS

15 de março de 2018
Grande Circuito Rodeio em Touros acontece na Capital

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 3305.4739
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma