REVIVA PMCG COMPET

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

SEGOV GUERRA CONTRA O MOSQUITO AGILITÁ
quarta, 11 de dezembro de 2019

TRIBUNAL DO CRIME

Polícia prende trio e salva mulher de “tribunal do crime” do PCC

Dois homens e uma mulher foram presos na Vila Cachoeirinha, onde vítima estava em cárcere privado e sendo torturada

Por: Helio de Freitas, de Dourados12/08/2019 às 09:41
ComentarCompartilhar
Um dos presos pelo “tribunal do crime” é conduzido por policiais civisUm dos presos pelo “tribunal do crime” é conduzido por policiais civisFoto: Foto: Divulgação

Uma mulher de 19 anos de idade foi libertada por policiais civis em Dourados, a 233 km de Campo Grande, depois de passar um dia nas mãos de integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Ela tinha sido sequestrada a mando da quadrilha para ser submetida ao chamado “tribunal do crime”, que rivais da facção são julgados e executados.

O caso aconteceu na sexta-feira (9), mas só foi divulgado hoje pela assessoria da Polícia Civil. A quadrilha foi descoberta em ação conjunta da de agentes da Defron (Delegacia Especializada de Repreensão aos Crimes de Fronteira) e do SIG (Setor de Investigações Gerais).

Foram presos um homem de 21 anos conhecido como “Guerreiro”, outro de 40 de apelido “Paraguaio”, e “Cidinha”, de 34. Os nomes não foram divulgados.

Os policiais chegaram até eles após a família da jovem de 19 anos procurar a delegacia para informar que ela tinha sido levada contra a sua vontade por um homem que se identificou como membro da facção criminosa.

De acordo com a polícia, a vítima foi obrigada a acompanhar o homem, identificado depois como sendo Guerreiro. Caso a mulher se negasse a acompanhá-lo, o irmão dela seria morto por outros integrantes da facção criminosa dentro da PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

Os policiais prenderam Guerreiro e localizaram a moto usada para levar a mulher até o cativeiro. O suspeito confessou ter levado a vítima até a casa na Vila Cachoeirinha, região sul da cidade, mas negou que tivesse ameaçado a mulher. Em outra residência, no bairro Cachoeirinha, os policiais encontraram a vítima, bem como prenderam Paraguaio e Cidinha.

Segundo a polícia, os autores mantinham a vítima em cárcere privado desde quinta-feira (8), esperando para ser julgada por supostamente ter denunciado outros membros da facção para a polícia. Ela tinha sofrido tortura física e psicológica. Os bandidos queriam que a mulher confessasse que havia “abandonado a camisa do PCC”.

Os três foram levados para a 1ª Delegacia de Polícia Civil e autuados em flagrante por sequestro, cárcere privado e associação criminosa.

Deixe seu Comentário

TV MS

05 de dezembro de 2019
Sete bairros da Capital são beneficiados com entrega de UBS no Alves Pereira 

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma