MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

SEGOV AGILITÁ VÍTIMAS
tera, 22 de outubro de 2019

ESTUPRO

Professor de religião é acusado pelo estupro de nove meninas

Professor de religião é acusado pelo estupro de nove meninas

Por: FOLHAPRESS11/10/2019 às 13:43
ComentarCompartilhar
Foto: Eric Ward / Unsplash (foto ilustrativa)

Um professor de religião de 41 anos está preso desde o última dia 20 acusado de estuprar nove meninas, com idades entre 8 e 13 anos, de uma igreja evangélica em Amparo (a 133 km de SP). Na última terça-feira (8), a Polícia Civil concluiu a identificação de todas as vítimas. 

Segundo o delegado Fernando Ramon Betrucelli Moralez, os abusos foram descobertos quando uma das meninas comentou com a mãe que havia "sido tocada" nas partes íntimas pelo acusado. "O suspeito, até então, era uma pessoa acima de qualquer suspeita. Casado, com dois filhos, frequentador da igreja desde 2002 e professor de religião", afirmou o titular do 2º DP da cidade. 

Após a mãe de uma das vítimas tomar conhecimento do suposto abuso, comunicou o fato ao pastor da 1ª Igreja Batista. Moralez acrescentou que o pastor chamou o professor de religião para confirmar a denúncia. Quando o suspeito foi questionado sobre o abuso, ele teria confessado. Por causa disso, a mãe da jovem registrou um boletim de ocorrência, em 19 de setembro. 

O professor foi chamado à delegacia, onde segundo o delegado confessou oito crimes. No dia 20, a prisão temporária de 30 dias do acusado, solicitada pela polícia, foi decretada pela Justiça. "Solicitamos a prisão dele, pois havia a suspeita de ele fugir da cidade", afirmou o delegado.

O acusado teria informado à polícia que, nos últimos três anos, cometeu os abusos contra as vítimas em eventos da igreja, como festas e em um acampamento de férias, e também quando o suspeito ficava sozinho na sala de aula com as menores. As investigações continuam para identificar eventuais novas vítimas.

Moralez disse ainda que o professor de religião está preso em Sorocaba (99 km de SP), para que sua integridade física "seja garantida". Dos nove casos, ele já foi indiciado por sete. 

OUTRO LADO

A 1ª Igreja Batista de Amparo afirmou "estar triste", além de condenar as nove acusações feitas contra seu agora ex-professor de religião. "Lidamos com o fato como tem que se lidar: informando e dando apoio às famílias das vítimas e procurando a polícia e Ministério Público", afirmou por telefone um representante da igreja, que não se identificou.

Deixe seu Comentário

TV MS

04 de outubro de 2019
"Lutar pela liberdade de Lula é ato de resistência". diz ator Osmar Prado

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma