POSSE DE MAIS CONCURSADOS

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

domingo, 21 de julho de 2019

PREVIDÊNCIA

Reforma de Bolsonaro acaba com abono salarial em cinco estados

Pela nova regra, salário mínimo de SP, RJ, PR, SC e RS supera limite para liberação de benefício

Por: TERO QUEIROZ13/05/2019 às 11:36
ComentarCompartilhar
Cinco estados contam com piso salarial acima do mínimo nacionalCinco estados contam com piso salarial acima do mínimo nacionalFoto: Carolina Antunes/PR

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes podem por fim ao pagamento de abono salarial em ao menos cinco estados. São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, devem ser contemplados com a proposta de Reforma da Previdência. 

O benefício é pago a trabalhadores de baixa renda e é uma espécie de 14º salário. Pelas regras atuais, têm direito ao abono trabalhadores com carteira assinada que recebem até dois salários mínimos (R$ 1,9 mil) por mês.

A reportagem dos jornalistas Thiago Resende e Angela Boldrini, informa que pela proposta de reforma da Previdência de Bolsonaro e Guedes, o critério da renda mensal será alterado para um salário mínimo. Isto reduzirá o número de trabalhadores que podem sacar o benefício.

"Em cinco estados do país vigora um piso mais alto do que o nacional. É vedado um patrão contratar um empregado em São Paulo, por exemplo, por menos de R$ 1,1 mil mensais. Dependendo da categoria, esse mínimo é até mais elevado", indica a reportagem.

O Ministério da Economia propõe que a referência para ter direito ao abono é o piso nacional R$ 998, isso nessa nova proposta que é a "única" esperança para economia nacional , conforme o chefe do legislativo federal. 

 

Deixe seu Comentário

TV MS

11 de julho de 2019
Fábio Trad fala sobre indenização a Zeca e alerta MP-MS

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma