Governo presente
TIC TAC
sábado, 26 de maio de 2018

Eleições 2018

André comemora pesquisa e não escolhe adversário para 2º turno

Por: Redação16/05/2018 às 11:46
ComentarCompartilhar

Abraçado a mais uma das pesquisas que o confirmam na parte superior das intenções de voto, o ex-governador André Puccinelli (MDB) afirma estar pronto para enfrentar qualquer um dos pré-candidatos com quem vem ombreando as amostragens, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT). “Basta verificar que estamos crescendo em todas as pesquisas, o que torna mais difícil a cada dia ficarmos fora do segundo turno. E se me perguntarem com quem, não importa se Reinaldo ou Odilon. Estamos prontos”, desafiou.

O levantamento mais recente sobre a sucessão estadual, publicada pelo jornal “O Estado” nesta quarta-feira, 15, feita de 7 a 11 deste mês pelo Instituto de Pesquisa Resultado, foi contratado pela Federação das Associações Empresriais (Faems) e registrado na Justiça Eleitoral com o número MS-04406/2018. O instituto entrevistou somente eleitores de Campo Grande, ouvindo 744 pessoas das sete regiões urbanas. Para a margem de erro o índice adotado é de 3,6 pontos e o nível de confiança 95%.

De acordo com a amostragem, Puccinelli, Odilon e Azambuja estão dominando a maioria das inenções de voto na capital. Na espontânea, o pedetista tem 6,18%, menos de ois pontos à frente de Puccinelli (5,24%), configurando empate técnico. Azambuja tem 3,49%.

CONFIANÇA – Puccinelli diz que os números renovam a confiança no apoio do eleitorado. Ele embasa sua afirmação citando números que, segundo seus cálculos, reproduzem as médias das pesquisas de intenção de voto: “O juiz [Odilon] estava com 30% e baixou pra 28%. Eu tinha 23% e subi pra 27%. O Reinaldo tinha 16%, e também baixou em Campo Grande, acho que ele não emplacou na capital”.

A seguir, um resumo das declarações de Puccinelli em entrevista à Rádio CBN hoje:

FAMÍLIA TRAD – “O apoio dos Trad é importante. Mas o Nelsinho Trad parece já estar com o Reinaldo. O Marquinhos [prefeito Marcos Trad] está isento, é coerente, está melhorando nossa cidadem que esteve em dificuldade. Gostaria de ter Marquinhos comigo, é evidente. Já conversamos anteriormente, mas eu sei que ele tem que cuidar da cidade e está fazendo isto administrando bem, não se preocupando com política. Não é momento dele [fazer política eleitoral]. Com o Fábio [deputado federal Fábio Trad] estamos conversando. Por que o Nelsinho não está comigo? Não sei. O Fábio não está comigo, nem com o Reinaldo, mas ao longo do tempo vão se definir. E ao longo do tempo procuraremos alguém dos Trad”.

MDB PRESIDÊNCIA – “A definição de todo partido é de ter candidato próprio. Time que não entra em campo acaba perdendo torcida. Hoje temos o presidente Michel Temer e o ex-ministro Henrique Meireles com índices pequenos. Convenhamos: o Meireles, que poderá estar aqui sábado, [próximo dia 18, encontro do MDB no Clube Nipo-Brasileiro], fez um brilhante trabalho. Mas se um deles será candidato...vamos esperar, vai correr ainda muita água”.

ALIANÇA PMDB E PSDB – “Em nível nacional não apito nada. Todo partido tem que lançar candidato próprio. O MDB, mesmo tendo dois possíveis pretendes majoritários, talvez possa assumir uma aliança. Mas no País é uma coisa, no Estado é outra. Aqui não tem mais caminho para [aliança] entre PSDB E MDB. Num segundo turno? Quem sabe? Se olhar as pesquisas de hoje vamos ver que ,por estarmos crescendo, a dificuldade maior é de que estejamos fora do segundo turno. Comigo vai Reinaldo ou vai Odilon, não escolho ninguém”.

DEPUTADOS FEDERAIS – “Para deputado federal teremos 16 candidaturas. Será uma chapa pura, forte. Com os nomes que temos podemos eleger, no mínimo, dois candidatos”.

APOIO DE PREFEITOS – “Tem prefeito com bons índices de aprovação bom, ajudam. Mas têm os que estão com índice ruim, parece que atrapalham. É importante a participação dos prefeitos, mas não é decisiva. A vontade popular acaba prevalecendo”.

PLANO B NO MDB - Uma repórter me perguntou: estão correndo apostas que eu iriai amarelar, desistir, ser comprado...e eu disse: então aposte que não vou desistir que você ganha a aposta.

FUTURO PARA MS – “O Programa MS Maior e Melhor [criado pelo MDB] é pra saber o que o povo quer. Vai embasar nosso programa de trabalho. Mas o governante tem que ter visao macro dos desafios de seu Estado. Em nosso governo procuramos industrializar ao máximo a economia, para passar de servidor de produtos primários e semi-elaborados para manufaturados. Assim foram com as fábricas de papel e celulose, por exemplo. Temos 22 usinas sucroenergéticas, que agregam emprego, renda, impostos. Investimos na construção civil...entregamos o Estado com 62 mil casas construídas e mais 12 mil contratos assinados. São 74 mil unidades com seis empregos em cada, na média. Entregamos 3.600 km de estradas recapeadas e novas”.

 

 
Deixe seu Comentário

TV MS

06 de maio de 2018
3º Copa Amigos do Xetinho

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 3305.4739
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma