COPA DOS SERVIDORES

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

domingo, 15 de setembro de 2019

"GASTOU CHUMBO"

BNDES divulga lista de compradores de jatinhos, mas não há ilegalidades

Na tentativa de atingir apresentador de TV, Jair Bolsonaro fracassa ao abrir "caixa-preta"

Por: TERO QUEIROZ20/08/2019 às 12:14
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução

 A lista de compradores de jatinhos através do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi divulgada na noite de ontem (19), a promessa da divulgação havia sido anunciada em 15 de agosto pelo Presidente Jair Bolsonaro, ao rebater crítica feita a ele pelo apresentador Luciano Huck. Bolsonaro acreditava que a divulgação os beneficiários através do programa legal de financiamento contratado de 2009 a 2014, iria expor os envolvidos, já que as contratações foram feitas durante governos petistas, no entanto após a divulgação da lista, nada mudou e Bolsonaro vê fracassar mais uma tentativa fraca de sujar o nome do apresentador de TV. 

A lista traz a relação de 134 compradores de jatinhos da Embraer. Entre eles, há nomes do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que comprou a aeronave de R$ 44 milhões em 2010, através do programa de Administração de Bens. 

Outro comprador é a Brasil Warrant Administradora de Bens, que comprou um jatinho de R$ 75,5, a empresa pertence à família Moreira Salles, sócia do Banco Itaú, o mesmo usado por Fabrício Queiroz, assessor de um dos filhos do presidente, para realizar saques no caso da ‘rachadinha’.

O que financiou o maior valor para compra de aeronave foi a CB Air Táxi Aéreo, do empresário Michael Klein, das Casas Bahia. Ele contratou R$ 77 milhões através do financiamento. 

Já o alvo do presidente, o apresentador de TV Luciano Huck, por meio da Brisair, financiou em 2010, R$ 17 milhões para compra de jatinho particular. 

Com a divulgação da lista, o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, cumpre promessa feita pelo presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira, durante transmissão ao vivo nas redes sociais. O presidente disse que revelaria quem comprou jatinhos com recursos do banco estatal, ao "abrir a caixa-preta" da instituição. "O anúncio vai expor gente que está dizendo que estamos no último capítulo do fracasso", disse o presidente, numa referência a Huck, que, um dia antes, durante um debate em Vila Velha (ES) usou essas palavras para criticar o governo federal.

O próprio BNDES destacou em nota divulgada em seu site que a linha de crédito para a compra de jatinhos da Embraer foi criada em 2009, como parte do Programa de Sustentação do Investimento (PSI). Nessa linha eram cobrados juros inferiores à taxa básica de juros, a Selic - de 2,5% ao ano a 8,7% ao ano.

"O custo estimado para o Tesouro Nacional com o subsídio dessas operações foi de R$ 693 milhões em valores corrigidos", diz a nota do BNDES. O banco informou ainda que as operações foram do tipo indiretas automáticas, uma modalidade de financiamento em que os recursos do BNDES são repassados aos clientes finais por meio de bancos intermediários, que, por sua vez, são os responsáveis pela análise de risco e contratação da operação de crédito.

OUTRO LADO 

Em resposta, a secretaria de Comunicação do governo de São Paulo informou em nota que não há irregularidade no financiamento obtido por João Doria. "A Embraer vendeu dezenas de jatos executivos e comerciais para empresas brasileiras e estrangeiras com financiamento do BNDES, gerando empregos e impostos para o Brasil. Nada errado nisto", diz a nota.

Procuradas por meio de suas assessorias de imprensa, a JBS, a família Moreira Salles, o apresentador Luciano Huck e o empresário Michael Klein não retornaram.

CONFIRA  LISTA COMPLETA 

Parte 1 

Parte 2

Parte 3

Fonte: Estadão Conteúdo 

Deixe seu Comentário

TV MS

16 de agosto de 2019
Após 30 anos de espera região Norte da Capital recebe asfalto

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma