Prefeitura julho
quarta, 18 de julho de 2018

'Sem limites'

Bolsonaro diz que "usava auxílio maradia para comer gente", ja que era solteiro

“Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava para comer gente. Tá satisfeita agora ou não?”, ofendendo a jornalista.

Por: Tero Queiroz12/01/2018 às 13:21
ComentarCompartilhar
Foto: Imagem/Ilustrativa

O pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou que usava o dinheiro do auxílio-moradia que recebe da Câmara dos Deputados para "comer gente". A declaração foi dada em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, ontem, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC/RJ), pré-candidato à Presidência da República, defendeu nesta quinta-feira o uso do auxílio-moradia de R$ 4.253,00 pago aos parlamentares além dos R$ 33.763 de salário. O presidenciável, que recebe a verba mesmo tendo imóvel próprio em Brasília, afirmou que, como era solteiro, usou o dinheiro para “comer gente”.

Ao ser perguntado, o pré-candidato negou ter usado verba do auxílio para financiar um de seus apartamentos e debochou: “Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava para comer gente. Tá satisfeita agora ou não?”, respondeu. Bolsonaro disse ainda que aquela era a resposta que a repórter merecia e perguntou se ela queria que ele prestasse “continha”.
 quinta-feira, 11. Na ocasião, o político respondeu questionamentos sobre a investigação feita pelo mesmo jornal, publicada no último domingo, 8, que mostrava que o patrimônio do parlamentar e de seus outros três filhos envolvidos na política se multiplicou em poucos anos. Na conversa, o deputado atacou o jornal e a imprensa.

“Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava pra comer gente, tá satisfeita agora ou não? Você tá satisfeita agora?”, respondeu à repórter quando questionado sobre o uso da remuneração, já que o deputado possui apartamentos em Brasília e não precisaria do benefício. O parlamentar havia afirmado em vídeo, no Facebook, que estava pensando em abrir mão do auxílio-moradia e vender seu apartamento.

O político respondeu ainda que havia cometido um “deslize” quando disse, em entrevista à TV Bandeirantes em 1999, que teria sonegado impostos. Na ocasião, Bolsonaro havia falado que sonegava “tudo que é possível”. Na entrevista à Folha, ele se defendeu, definindo a afirmação como um “desabafo” em representação do povo.

O deputado ainda declarou que, caso seja eleito presidente, responderia apenas à “imprensa séria”. “Eu respondo a quem eu quiser”, disse.

Deixe seu Comentário

TV MS

09 de julho de 2018
O difícil resgate dos meninos presos em caverna na Tailândia

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 3305.4739
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma