PRESTAÇÃO DE CONTAS

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

quinta, 25 de abril de 2019

AJUDINHA

Bolsonaro nomeia ex-ministro de Temer à Funasa; editor do trabalho escravo

Fracassou em se reeleger deputado, mas ganhou cargo no bolsonarismo

Por: BRAZIL 24707/02/2019 às 07:48
ComentarCompartilhar
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, participa de cerimônia de lançamento da Plataforma Digital do Programa Emprega Brasil, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF)O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, participa de cerimônia de lançamento da Plataforma Digital do Programa Emprega Brasil, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF)Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O ex-deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS) foi nomeado por Bolsonaro para comandar a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão vinculado ao Ministério da Saúde. Nogueira foi ministro do Trabalho de Michel Temer, tendo editado uma portaria que dificultada a repressão ao trabalho escravo. Ele também fracassou em se reeleger deputado, derrota agora compensada com o cargo no bolsonarismo. 

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que "enquanto estava no ministério, Nogueira editou uma portaria que dificultava a repressão do trabalho escravo. A medida provocou reações tanto no cenário nacional quanto internacional. A Organização Internacional do Trabalho (OIT), deixou claro que a nova regra poderia aumentar a fragilidade da população. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, por sua vez, classificou a medida como retrocesso e a ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, por fim, suspendeu os efeitos da medida."

A matéria ainda acrescenta: "o Ministério Público Federal do Distrito Federal propôs uma ação de improbidade administrativa contra Nogueira, sob a justificativa de que sua gestão agiu deliberadamente para enfraquecer a luta contra o trabalho escravo. Além de ser centro de críticas, Nogueira teve seu nome citado no ano passado por um dos envolvidos na Operação Registro Espúrio, que investigava uma suposta organização criminosa que controlava registros sindicais. Preso, o ex-servidor Renato Araújo Júnior afirmou à Polícia Federal, que era mero "cumpridor de ordens" no esquema de fraudes na concessão de registros sindicais e apontou envolvimento do ex-ministro. Na ocasião, o ex-ministro negou envolvimento em qualquer irregularidade."

Deixe seu Comentário

TV MS

03 de abril de 2019
Revoada de balões em alusão ao Dia Mundial de consciencização ao autismo

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma