PRESTAÇÃO DE CONTAS

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

segunda, 22 de abril de 2019

PELA ECONOMIA

Com município livre da aftosa, vereador pede suspensão de vacinação para 2020

Paraná já obteve resposta positiva à mesma solicitação

Por: TERO QUEIROZ02/04/2019 às 11:15
ComentarCompartilhar
Iniciativa de Chicão visa fazer com que Corumbá obtenha o reconhecimento como área livre da doença sem vacinaçãoIniciativa de Chicão visa fazer com que Corumbá obtenha o reconhecimento como área livre da doença sem vacinaçãoFoto: Divulgação

O vereador Chicão Vianna (SD), pediu nesta segunda-feira (1º), a antecipação da suspensão da campanha de vacinação dos rebanhos bovino e bubalino contra febre aftosa para o ano de 2020. Isso, para que, o município de Corumbá seja reconhecido pela Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE), como área livre da doença sem vacinação.  

Conforme Vianna, o interesse é fazer com que as autoridades competentes antecipem para o biênio 2019/2020, a retirada da vacinação contra a doença contida no Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), nessa região pantaneira.

Segundo o vereador corumbaense, ao fazer o pedido, considerou o fato do Paraná, estado que integra o mesmo bloco do Mato Grosso do Sul no Plano Estratégico, 'o V', juntamente com Rio Grande do Sul e Santa Catarina, cuja previsão para retirada da vacina é a partir de 2021, conferindo o status como livre de aftosa.

“O Paraná conseguiu junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), antecipar para 2019 a retirada da vacinação. Estamos no mesmo bloco e vamos buscar também a antecipação para o biênio 2019/2020, que será de extrema importância para a nossa região, já que o status livre de aftosa representa uma ordem significativa de incremento financeiro”, explicou.

Vianna disse ainda que, no caso do Paraná, a antecipação representará inúmeros benefícios. Conforme estudos técnicos, a carne suína exportada, por exemplo, dobrará das atuais 107 mil toneladas para 200 mil toneladas por ano. As carnes bovinas e ovinas terão o incremento de no mínimo 60 %, conforme destaca a matéria publicada no dia 21 deste mês, no site da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná.

Ressalta também que, com a antecipação do processo, a última campanha de vacinação no Paraná será em maio, para animais jovens de zero a 24 meses.

Finalizada a campanha de vacinação, serão fechadas as fronteiras interestaduais com os Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, impedindo a entrada de animais vacinados para o território paranaense. O Ministério deverá editar uma Instrução Normativa impedindo o trânsito de cargas vivas para o Paraná, preservando o território estadual.

Chicão acrescenta que, diante dessa situação, “é de extrema relevância o Mato Grosso do Sul antecipar a aplicabilidade do PNEFA, proporcionando tanto aos produtores do Município de Corumbá quanto ao Estado de Mato Grosso do Sul, não somente a garantia de incrementos financeiros, mas a segurança de possuir o status livre de aftosa”.

Lembra ainda que, “Corumbá, por ser o maior produtor de gado de Mato Grosso do Sul, com mais de um milhão de cabeças, merece maior atenção nesse processo, que trará benefícios para todo o Estado, aumentando assim a produção e impulsionando a economia no setor”, completou.

O requerimento do vereador corumbaense está direcionado à ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, com cópia ao secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Correa Riedel; para o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Elias Verruck, e ao diretor-presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO), Luciano Chiochetta.

Deixe seu Comentário

TV MS

03 de abril de 2019
Revoada de balões em alusão ao Dia Mundial de consciencização ao autismo

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma