câmara
Sábado, 18 de Novembro de 2017

Habitação

Humanizado, residencial é tudo que dona de casa esperou do Governo

Por: Bruno Chaves19/05/2017 às 07:45
ComentarCompartilhar
Foto: Chico Ribeiro

Considerado humanizado nos padrões da habitação – por ter duas quadras de esportes, dois parquinhos infantis e duas acadêmias ao ar livre, além de centro de convivência, o Residencial Jardim dos Ipês, em Fátima do Sul, é tudo que a dona de casa Roseli Faques Mendonza Melo, de 39 anos, esperava do Governodo Estado.

“É uma satisfação muito grande receber essa casa do Governo. É tudo que eu sempre quis, e ainda tem parquinho e quadra de esportes para minha filha brincar”, comemora a mãe da menina de 8 anos.

A família de Roseli é uma das contemplas com a entrega de casas populares feita pela gestão Reinaldo Azambuja em Fátima do Sul nesta quarta-feira (17.5). Com 300 casas de 42,8 m² cada, o residencial custou R$ 15,1 milhões aos cofres públicos – recursos da União, do Estado e da Prefeitura.

Cada unidade possui dois quartos, sala, cozinha, banheiro e sistema de aquecimento solar. “É uma casa linda”, afirma Daiane Fernanda Saraiva, 26 anos. Depois de uma década morando de aluguel, a jovem se mudará para a casa própria com o marido e as duas filhas.

“Chegou o nosso momento”, festeja o pedreiro Luiz Carlos dos Santos, 40 anos, marido de Daiane. Os dois sempre viveram de aluguel depois que casaram, sempre em casas simples, sem forro e sem piso, como explica a mulher. “Sempre assim para economizar”, revela.Agora, depois de conquistar a moradia, os planos são de investimento. “Eu pagava em média R$ 250 de aluguel. Esse dinheiro que vai sobrar será para melhorar a casa”, diz.

Os planos futuros também são vários para a aposentada Maria Lino da Silva, de 68 anos. “Depois de muito pelejar eu consegui uma casa. Vou viver nela com muita alegria até o fim da minha vida”, fala a pernambucana que procurou morada em Mato Grosso do Sul há 40 anos.

Tendo a Caixa Econômica Federal como agente financeiro, o loteamentos foi dividido nos residenciais Ipê I, II e III (cada um com cem casas). Os beneficiários são famílias associadas à Comissão de Regularização de Favelas (CRF), entidade responsável pelo processo de concepção e execução da obra.“Fico muito feliz de ver o pessoal vindo morar aqui. Foram dois anos e sete meses trabalhando aqui e, agora, na entrega, fico muito contente”, explica, emocionado, o eletricista e encanador João Antônio da Silva, de 65 anos.

Deixe seu Comentário

TV MS

08 de Novembro de 2017
Cidadão de Paranaíba diz que Prefeitura quer construir aterro irregular

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 3305.4739
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma