MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

quarta, 13 de novembro de 2019

ECONOMIA

Maracaju tem receita de sucesso para promover desenvolvimento sustentável

Planejamento com visão estratégica na gestão da cidade é referência em Mato Grosso do Sul

Por: REDAÇÃO17/06/2019 às 13:53
ComentarCompartilhar
Foto: Divulgação

Todos os indicadores atualizados sobre índices de desenvolvimento social e econômico no Brasil confirmam, com números e estatísticas, que Maracaju está entre os principais núcleos de referência no mapa de desempenhos. Esses levantamentos consideram aspectos básicos, como o modelo de gestão publica, sua capacidade de planejar o município para o futuro, a capacidade de articulação com as forças representativas da sociedade e os resultados desse processo.

Fatores determinantes para atingir esse estágio: a capacidade empreendedora da população, o generoso acervo de recursos naturais - da topografia ao clima – e a visão privilegiada de futuro de seus administradores, especialmente o atual, Maurílio Azambuja (MDB), hoje no seu terceiro mandato. Em todos ele plantou marcas duradouras, entre elas o planejamento estratégico, a gestão participativa, o rigor no controle das finanças, a valorização dos servidores e do serviço publico e a afirmação de prioridades que associam o desenvolvimento às garantias de inclusão social e econômica, com ênfase em conquistas como a geração de empregos.

Maracaju avança em suas mais legítimas ambições a cada ano. É o que estão demonstrando, por exemplo, os estudos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Produção e Agricultura Familiar (Semagro). No mapa econômico saiu de posições secundárias e vem escalando os degraus do ranking dos municípios mais desenvolvidos de Mato Grosso do Sul. Com cerca de 48 mil habitantes,  no período de 2000 a 2010 o mapa censitário do IBGE apontou uma taxa de crescimento anual de 3,62% na média. A preços correntes em 2015, Maracaju tem o sexto maior PIB (Produto Interno Bruto) dos 79 municípios do Estado, com renda per capita anual de R$ 47,7 mil, na média.


Maracaju foi contemplado com o prêmio “Prefeito Empreendedor”, mais importante premiação concedida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae – aos administradores públicos municipais do país.

( O prefeito Maurílio Azambuja (MDB), Foto: Maracaju Hoje). 

As atividades primárias, em especial a criação de gado e as lavouras de grãos, eram até pouco tempo atrás as principais responsáveis pela força econômica local. Entretanto, com a indústria e a agroindústria entrando decididas nesta cadeia, criou-se um contexto que impulsiona outros setores, como o comércio, os serviços e o turismo. A ampla diversificação da economia só foi concretizada mediante persistente e incisivo trabalho de articulação que o prefeito Maurílio Azambuja empreendeu, construindo uma rede de aliados e lideranças dispostas a contribuir com as aspirações da cidade. Assim, a soja, o leite e a linguiça de Maracaju deixaram de ser as únicas fontes de receita e as portas do futuro foram definitivamente abertas.

Mais de 3,5 mil empreendimentos dos diversos portes ilustram a febre desenvolvimentista. E o recorte que salta aos olhos é o acentuado e crescente interesse dos investidores brasileiros e internacionais. O desembarque de dirigentes e representantes de grandes empresas tornou-se comum, sobretudo para quem quer investir nas áreas de alimentação, turismo, máquinas agrícolas, peças, informática e biocombustíveis, entre outras.

A política publica de fomento empresarial, as obras de qualificação urbana e os investimentos nas áreas básicas como a saúde e a educação deram a Maracaju a autoridade necessária para firmar-se como pólo de atração econômica e irradiador de experiências vitoriosas nos cenários diversos de negócios. Para expressar a grandeza desse potencial, um exemplo bastaria: a chinesa BBCA, uma das gigantes mundiais da agroindústria, instala-se na cidade com megainvestimento em uma indústria química de beneficiamento de milho, aproveitando a matéria-prima abundante na região. Mais de R$ 2,9 bilhões serão investidos até o próximo ano.  Devem ser gerados ao menos 1.500 empregos.

Para chegar a esse grau de excelência na abertura de rotas seguras para o futuro, o governo de Maurílio Azambuja cuida com total e absoluto rigor do controle das finanças. Para isso, dispõe de um planejamento que considera as potencialidades locais e respeita a disponibilidade das receitas próprias. Com isso, ataca com sucesso um obstáculo perigoso, o endividamento, e consegue otimizar a partilha do bolo da arrecadação para atender necessidades fundamentais dos maracajuenses.

Não por acaso a prefeitura municipal vem pagando em dia, e até com antecipação, a folha do funcionalismo e os fornecedores. E com êxito faz a lição de casa: gasta o que é necessário gastar, não desperdiça, combate o mau uso dos recursos públicos e cumpre fielmente as prioridades essenciais. 

Deixe seu Comentário

TV MS

30 de outubro de 2019
Árvores plantadas na nova 14 de Julho darão frescor ao Centro

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma