REVIVA PMCG COMPET

MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

SEGOV GUERRA CONTRA O MOSQUITO AGILITÁ
domingo, 08 de dezembro de 2019

'REFORMA BRUTAL'

Nova Previdência começa a valer amanhã e atinge 72 milhões de brasileiros

Ao final, a projeção de economia em dez anos caiu de R$ 1,2 trilhão para R$ 800 bilhões

Por: TERO QUEIROZ*12/11/2019 às 13:07
ComentarCompartilhar
O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) presidiu a solenidade de promulgaçãoO senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) presidiu a solenidade de promulgaçãoFoto: Geraldo Magela / Agência Senado

Em sessão conjunta do Congresso Nacional, realizada nesta manhã, terça-feira (12), deputados federais e senadores promulgaram a reforma da Previdência, cerca de 72 milhões de brasileiros devem sofrer os efeitos do novo entendimento legal, estes que vão de setores da iniciativa privada até servidores públicos da União. O texto é considerado a mudança mais profunda no sistema previdenciário brasileiro nos últimos 30 anos.

Em 20 de fevereiro de 2019, o governo federal apresentou a proposta de Emenda Constitucional 6/2019, a obter uma economia de R$ 1,2 trilhão em dez anos. Com as alterações feitas pelos parlamentares, essa projeção caiu para R$ 800 bilhões no mesmo período.

Quem presidiu a solenidade de promulgação foi o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), além dele, acompanhou a solenidade também o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, não compareceram ao evento. Esta foi a 103ª na lista das Propostas de Emenda Constitucional (PEC) aprovadas pelo parlamento.

"Não será a presença do presidente e do ministro que vai chancelar este encontro, essa promulgação. Estamos promulgando a Emenda Constitucional 103 e, se você for buscar na história, de todas as 103 emendas promulgadas, em poucas teve a participação do Poder Executivo. É um sinal de que os governos federais, através do Executivo e do Parlamento brasileiro, estão trabalhando em harmonia, mas em independência, respeitando cada um o papel do outro", afirmou Alcolumbre.

Com a publicação do ato no Diário da Casa e no Diário Oficial da União, previstas para essa quarta-feira (13), a proposta entra em vigor e vai afetar a vida da maioria dos brasileiros. Vão ter que se aposentar pelas regras novas todos os trabalhadores que ainda não completaram os requisitos para requerer o benefício. Quem já se aposentou ou requereu pensão não será afetado.

*Com Extra. 

Deixe seu Comentário

TV MS

05 de dezembro de 2019
Sete bairros da Capital são beneficiados com entrega de UBS no Alves Pereira 

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma