MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

sexta, 15 de novembro de 2019

Criminalização do caixa 2

Senador que votou contra criminalização do caixa 2 protesta: ‘Ir para a cadeia? De jeito nenhum’

Por: Por Jovem Pan11/07/2019 às 15:56
ComentarCompartilhar
O senador Marcelo Castro (MDB-PI)O senador Marcelo Castro (MDB-PI)

Apenas dois senadores votaram contra o projeto de criminalização do caixa 2 na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa na última quarta-feira (10): Rogério Carvalho (PT-SE) e Marcelo Castro (MDB-PI). Esse último, ex-ministro da Saúde do governo Dilma Rousseff citado na delação da J&F como um dos beneficiados por recursos ilícitos na eleição de 2014, disse que é “praticamente impossível” fazer campanha eleitoral sem “nenhum centavo não contabilizado”.

“Estamos entrando num caminho aqui, diante do qual é preciso uma reflexão. Vamos pensar, e eu topo: ‘Pegou caixa dois, perdeu o mandato’. Perco o meu mandado tranquilo, vou para casa viver com a minha família. Agora, ir para cadeia? Está doido? De jeito nenhum”, declarou. Para ele, o Código Penal é “coisa para bandido” e não para político.

Médico psiquiatra, Castro comparou o caixa 2 a um “vício”. “Chegamos a um nível de promiscuidade tal que o melhor que a classe política faria seria ficar longe das empresas, por décadas, até se tirar esse vício”, afirmou.

Executivos da J&F acusaram o senador em delação premiada de receber R$ 1 milhão como contrapartida para apoiar a candidatura do deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ) para a presidência da Câmara, em 2015. O caso tramita na Justiça Eleitoral. Procurado, Castro negou ter recebido a quantia e afirmou que a citação não resultou em investigação.

*Com Estadão Conteúdo

Deixe seu Comentário

TV MS

30 de outubro de 2019
Árvores plantadas na nova 14 de Julho darão frescor ao Centro

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma