MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

Câmara CG - Maio
segunda, 20 de maio de 2019

SUPERSÁLARIOS

Sete conselheiros do Tribunal de Contas de MS, ganham juntos R$ 1,4 milhão

Em média, a remuneração foi de R$ 200 mil por bimestre

Por: O JACARÉ22/04/2019 às 16:01
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução

O pagamento de supersalários aos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul teve repercussão nacional nesta segunda-feira (22). Nos primeiros dois meses deste ano, os sete receberam R$ 1,4 milhão, conforme o blog do jornalista Fausto Macedo, do jornal O Estado de São Paulo.

Em média, a remuneração foi de R$ 200 mil por bimestre, valor que um trabalhador comum levaria 16 anos e oito meses de trabalho e suor para acumular. Só que o dinheiro é proveniente dos impostos pagos pelos contribuintes sul-mato-grossenses.

Macedo somou os subsídios pagos em janeiro e fevereiro deste ano, que totalizam R$ 557.566,61. Os sete conselheiros receberam mais R$ 919.588,44 líquidos, sem qualquer desconto de impostos, referentes a outros pagamentos legais e judiciais.

O subsídio bruto é de R$ 35.462,28.

Presidente da corte fiscal, o conselheiro Iran Coelho das Neves recebeu mais R$ 74.541,31 em janeiro e R$ 102.919,25 em fevereiro, conforme valor divulgado pelo O Jacaré e repercutido no blog do jornal paulista hoje.

O corregedor-geral do TCE, Ronaldo Chadid, ganhou de R$ 42.597,30 no primeiro mês do ano e R$ 147.802,04 no segundo. O vice-presidente, Flávio Kayatt, teve extra de R$ 42.805,07 em janeiro e R$ 71.175 em fevereiro.

O ouvidor da corte, Osmar Jeronymo, teve outras vantagens de R$ 37.253,31 a R$ 136.529,69. De acordo com o Portal da Transparência, o ex-presidente, o conselheiro Waldir Neves, teve ganho extra de R$ 33.759,45 em janeiro e R$ 77.801,59 em fevereiro.

Os vencimentos adicionais de Jerson Domingos oscilaram entre R$ 38.991,75 e R$ 67.361,69, enquanto Márcio Monteiro recebeu de R$ 39.392,88 a R$ 67.762,82.

Ao Blog de Fausto Macedo, o Tribunal de Contas informou que “são verbas legais, estão descritas no Portal da Transparência, são temporárias e de caráter indenizatório”.

O Jacaré sempre procurou o assessor de imprensa da corte, por meio do aplicativo whatsapp e por e-mail, mas nunca houve retorno. Não é necessário, afinal, os sites, portais, jornais e emissoras de televisão de Mato Grosso do Sul acham que o pagamento de salários altíssimos, que causam espanto além das nossas divisas, é um escândalo.

Para as autoridades e classe política, MS é um estado rico e desenvolvido, que paga salários de causar inveja os políticos dos países do dito primeiro mundo.

Deixe seu Comentário

TV MS

05 de maio de 2019
OBRAS NA ERNESTO GEISEL EM CAMPO GRANDE E ENTREGA DE AMBULÂNCIAS

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma