17 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 21º
PREFEITURA CAMPO GRANDE OK COMUNICA

No Ar com Igor Matheus

Instituto de MS traz projeto de hospital para Menina, Moça e Mulher

Instituto de MS traz projeto de hospital para Menina, Moça e Mulher

Formado por mulheres inspiradoras e vocacionadas ao trabalho humanitário, o Instituto Sororidade Jade foi planejado para cuidar e acompanhar essas mulheres, na recuperação da  autoestima, saúde, qualidade e desejo pela vida, visando o trabalho de proteção e bem estar emocional, físico e mental para todas mulheres, em Mato Grosso do Sul. A entidade apresentou em solenidade realizada no último dia 08, na Câmara Municipal, o projeto do "Hospital da Menina, da Moça e da Mulher", algo inovador no cuidado e atenção para com o público feminino.

Na iniciativa, o hospital terá especialistas em saúde (médicos, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas, naturólogos, advogados, educadores físicos), quanto outras atividades que contemplem os cuidados da mulher desde o nascimento, passando pela infância, juventude, menopausa e velhice.

A presidente da entidade, Iraci Sardinha, fala sobre o instituto e o trabalho em defesa da mulher.

A presidente da entidade, Iraci Sardinha. Foto: Arquivo Pessoal

— O projeto do Instituto Sororidade Jade, nasceu da intensidade das mulheres. Ele vai funcionar através da união das mulheres, constituídos a segmentos de profissionais da área da saúde, da área jurídica, trabalhadoras domésticas, segmentos constituídos de mulheres. Nisso, vamos estar fazendo a ligação entre esses movimentos e trazê-los para essa luta — explica.

Sardinha explicou como será a aplicação do projeto e que o mesmo será incluso na "Agenda 2030", um plano de ação promovida pela ONU (Organização das Nações Unidas), que visa premiar ideias e realizações que promovam desenvolvimento sustentável em diferentes esferas sociais.

 Depois que a gente mapear, tiver todos integrados, vem a nossa grande e fantástica construção, a do “Hospital da menina moça e mulher”, um hospital diferente, que cuidará do corpo, da alma e da mente. Através dessa linha do construtivismo, vamos trazer parceiros na esfera municipal, estadual, federal e até do exterior, para que este projeto seja um projeto-piloto no Brasil, um hospital onde vai ter a totalidade da mulher, que vai cuidar dessa mulher, do nascimento a menina moça e mulher na saúde da totalidade. Então, será um grande feito para Mato Grosso do Sul. Não estamos sozinha, temos uma rede de mulheres apoiadoras nos 79 municípios para conclusão desse projeto-piloto, que também estará correndo na “Agenda 2030” da ONU, que, entre as questões abordadas, estarão premiando grandes projetos feitos para as mulheres a nível mundial — afirma.

 
PRF apreende 158,7 Kg de cocaína em Eldorado (MS)
Polícia
há 7 horas

PRF apreende 158,7 Kg de cocaína em Eldorado (MS)

Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Política
há 9 horas

Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera

Maracaju registra 06 novos casos de Covid-19 nesta quinta-feira (16)
Política
há 9 horas

Maracaju registra 06 novos casos de Covid-19 nesta quinta-feira (16)

Secretaria de Estado de Saúde mantém vacinação de adolescentes em Mato Grosso do Sul
Política
há 10 horas

Secretaria de Estado de Saúde mantém vacinação de adolescentes em Mato Grosso do Sul

Diretoria Municipal de Trânsito inicia ações da "Semana Nacional de Trânsito"
Política
há 10 horas

Diretoria Municipal de Trânsito inicia ações da "Semana Nacional de Trânsito"

Estado e municípios discutem UTI's e Núcleo de Hemodiálise em Naviraí
Geral
há 11 horas

Estado e municípios discutem UTI's e Núcleo de Hemodiálise em Naviraí