11 de abril de 2021
Campo Grande 33º 22º

Economia

Centro-Oeste deve retomar crescimento da produção de soja, aponta Expedição Safra

Com a ajuda do clima, a região Centro-Oeste do país deve retomar o crescimento da produção de soja na temporada 2016/17. Somente as lavouras de Mato Grosso, maior produtor estadual do país, têm potencial para colher quase 30 milhões de toneladas da oleaginosa – 2 milhões de t a mais que no ciclo anterior, segundo a 11ª Expedição Safra. O projeto, que faz um levantamento técnico e jornalístico da safra de grãos na América do Sul e nos Estados Unidos, percorre, na próxima semana, as principais regiões produtoras de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. 

Os agricultores do Centro-Oeste brasileiro sofreram com os efeitos do El Niño ao longo da temporada 2015/16. A estiagem severa que atingiu algumas áreas, principalmente de Mato Grosso, resultou em perdas, mas no ciclo atual o cenário deve ser diferente. A confirmação de La Niña de efeito moderado aumenta as chances de ocorrência de chuvas regulares, em especial no período do plantio, e contribui com a previsão de safra cheia nos três estados do Centro-Oeste.

Roteiro

O roteiro da Expedição Safra contempla as cidades de Naviraí, Dourados, Campo Grande e São Gabriel do Oeste, no Mato Grosso do Sul; Cuiabá, Campo Novo do Parecis, Nova Mutum e Sorriso, em Mato Grosso; e Rio Verde e Itumbiara, em Goiás. Na estrada desde outubro, a equipe de técnicos e jornalistas já percorreu o Corn Belt norte-americano, cinturão produtivo de soja e milho dos Estados Unidos da América, e as lavouras do Paraná. Até o final do ciclo, o projeto vai visitar 15 estados brasileiros, responsáveis por 90% da produção nacional de grãos.

Sobre a Expedição Safra

Na estrada há 11 temporadas, a Expedição Safra faz um levantamento técnico-jornalístico da produção de grãos da América do Sul à América do Norte. Iniciativa do Agronegócio Gazeta do Povo, a sondagem periódica percorre 15 estados brasileiros, mais as principais regiões produtoras dos Estados Unidos, Paraguai, Argentina e Uruguai. Para ampliar a discussão sobre mercado, desde a temporada 2010/11 a Expedição estabeleceu os chamados roteiros extraordinários, com incursões à Europa (Alemanha, Holanda, Bélgica e França), Ásia (China e Índia) e ao Canal do Panamá.