13 de abril de 2021
Campo Grande 33º 21º

Agronegócios

Cultivo personalizado de hortaliças-fruto é tema de curso oferecido pelo Senar/MS

Apesar de muita gente achar que berinjela, abobrinha, tomate, chuchu e pimentão são legumes ou verduras, essas espécies fazem parte do grupo das hortaliças-fruto. Particularidades no manejo dessas culturas podem garantir maior rentabilidade para produtores que buscam diversificar sua horta. O curso do Senar Mato Grosso do Sul que aborda o assunto é tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (07).

O valor agregado desses produtos chama atenção de quem cultiva. "O pimentão amarelo, o vermelho e o tomate estão entre os mais valorizados no mercado. No geral, esses e outros frutos possuem excelente aproveitamento, pois é possível, por exemplo, fazer conserva de algumas espécies. Também vale destacar a durabilidade no armazenamento, característica essencial para produtores que estão distante dos centros urbanos", explica o engenheiro agrônomo e instrutor do Senar/MS, Arnaldo Mongelo.

Algumas culturas exigem maior conhecimento técnico, pois demandam tratos específicos se comparado a outros grupos de hortaliças. "A dica para quem pretende iniciar o cultivo desses frutos é considerar as condições climáticas da região, fazer uma análise de mercado observando a demanda por esses itens e procurar saber sobre as ferramentas disponíveis", detalha.

O cultivo protegido (plantio em estufas ou telados) e o uso de mulching (cobertura de proteção do solo), de acordo com o especialista, são algumas das tecnologias indicadas para se obter bons resultados na horticultura. O uso de fertirrigação, a produção de mudas por enxerto, como no caso do pepino, e a utilização de sementes híbridas, também são inovações que potencializam a atividade.

Na programação do curso 'Cultivo de Hortaliças-Fruto"  os participantes aprendem sobre solo, escolha da área, preparo de covas, tipos de pragas e doenças, entre outras abordagens. As próximas agendas previstas serão em Itaquiraí, Corumbá e Miranda. A capacitação é gratuita e possui carga horária de 24h.

Ficou interessado? Procure pelo sindicato rural do seu município e confira o calendário de cursos. Na editoria #MercadoAgropecuário você fica por dentro da comercialização de frutos no primeiro trimestre de 2021. 

Fonte: CNA Brasil