25 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Confinar 2016

Feira vai mostrar como tecnologia aplicada ao campo aumenta produtividade na pecuária de corte

Ao longo dos últimos anos, o produtor rural brasileiro tem adotado a tecnologia aplicada ao campo para auxiliar no aumento produtivo do setor de carne bovina. Para o incremento de produtividade no segmento pecuário, as inovações passam por diversos pontos do setor, do pasto à reprodução, do gerenciamento à genética.

O tema será abordado no Confinar 2016 - evento que trata de pecuária intensiva em busca de rentabilidade. O Confinar é uma realização da Beef Tec e é organizado pela Company Eventos e será realizado nos dias 31 de maio e 1º de junho, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande.

De acordo com a pesquisadora da Embrapa Gado de Corte - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Alessandra Nicácio, as tecnologias estão sendo aplicadas de forma efetiva pelos produtores rurais."Existem tecnologias que possibilitam a melhora da pastagem; do uso do solo; da condição corporal dos animais; do ganho de peso dos animais e dos índices reprodutivos", enumera a especialista, que destaca também que as inovações também têm facilitado o controle e gerenciamento da propriedade e a qualidade genética do rebanho, entre tantos outros exemplos que podem ser dados.

Especificamente sobre a IATF - Inseminação Artificial por Tempo Fixo, a especialista indica que o principal benefício é que, com a utilização correta da técnica, o criador deixar de depender da observação de cio e, consequentemente, não estar mais sujeito às falhas e erros de análise. "Dentre os problemas que a observação de cio apresenta estão: a incidência, relativamente elevada, de cio noturno; falhas na observação ou anotação de animais em cio; cio com duração inferior a 12 horas; necessidade de trabalhar com rufião para permitir a identificação de animais que apresentaram cio principalmente no período noturno, entre outros", observa.

Além disso, Alessandra acredita que a IATF permite que a inseminação seja realizada em momento pré-determinado, após a aplicação de determinados hormônios, seguindo o protocolo correto de aplicação, sem necessidade de observar o cio, diminuindo as chances de erro. "Com a utilização da IATF as inseminações ficam concentradas, de modo que o serviço na propriedade fica mais organizado, o controle zootécnico pode ser feito com maior precisão, os nascimentos acontecem em período mais concentrado também", complemente.

A IATF, na análise da especialista, permite a intensificar os trabalhos na estação de monta, podendo encurtar esse período e, principalmente, podendo concentrar as concepções no inicio da estação. 

Com isso, os partos acontecem mais no inicio do período e assim as fêmeas ganham mais tempo para se recuperar do período pós-parto, facilitando a retomada da ciclicidade na estação seguinte. 

Sobre o evento - Em sua quinta edição, o Confinar já consta na lista dos principais eventos sobre pecuária do Brasil. O objetivo principal é fornecer ao pecuarista uma série de novas informações por intermédio das opiniões dos melhores analistas e dos dados dos principais pesquisadores do setor para aumentar a rentabilidade do negócio. Saiba mais sobre Confinar pelo site (clique aqui).