26 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 24º

Valsa Número 6 é apresentado em Campo Grande

Campo Grande recebe nos dias 03 e 05 de abril, no Sesc Horto, às 20h, a peça de Nelson Rodrigues, adaptada para o teatro de animação, Valsa nº 6, monólogo escrito em 1951. apresenta uma menina assassinada aos quinze anos que tenta se lembrar do que aconteceu. As imagens chegam aos pedaços e ela vai reconstituindo o passado, ainda recente, até descobrir que está morta.

A encenação utiliza recursos da linguagem de animação para valorizar a poética do texto, já que “a peça tem o formato de um poema dramático”, diz o diretor Alexandre Boccanera.

Em cena Flávia Reis, Julia Schaeffer e Guilherme Miranda, que também assina a direção musical, manipulam a protagonista do espetáculo: a boneca Sônia. Sem descaracterizar o monólogo a boneca contracena com seus manipuladores para dar vida ao universo poético da peça.

A ideia de adaptar o texto de Nelson Rodrigues para o teatro de animação partiu de Flávia Reis, que faz a voz e manipula a cabeça da boneca. A atriz destaca que a temática da peça foi primordial para a escolha. “A peça questiona nossa existência. Colocar uma boneca - um objeto inanimado - em cena, cheio de vida, indagando ao espectador sobre o que é estar vivo, representa para mim uma metáfora dessa questão”.

No palco, além da boneca, estão as memórias de Sônia, projetadas em filmes de animação. A proposta é trabalhar com diferentes dimensões narrativas e metafóricas, reais e fictícias, presentes na peça. “É uma experiência estética muito especial”, define Flávia.

A boneca foi confeccionada pelo bonequeiro Raimundo Bento, do Giramundo, de Belo Horizonte, inspirada na estética do filme “A Noiva Cadáver” de Tim Burton. Beatriz Carvalho e Diogo Nil Cavalcanti, dupla radicada no Canadá, assinam os filmes de animação que projetam as imagens das lembranças de Sônia. Um piano fragmentado e projeções de desenhos animados compõem o cenário do espetáculo.

“Valsa Nº 6” foi contemplada pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz/ 2013 para circular pelas cidades de Brasília, Campo Grande, Cuiabá e Rondonópolis.

Tayná Biazus com Assessoria