22 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

Atriz Tatiany Furuse cria projeto para crianças em MS

A atriz Tatiany Furuse, que faz parte do elenco de apoio de "Amor à Vida", quer desenvolver um projeto cultural para crianças e vai participar do esforço para tornar viável uma produção cinematográfica local, idealizada pelo cineasta Miguel Horta para contar a saga da imigração japonesa. O objetivo é um só, segundo a atriz: contribuir como puder com o fortalecimento e a massificação da produção artística e cultural de Mato Grosso do Sul, estado onde passou a maior parte de sua vida, depois que veio de Londrina, onde nasceu, com seus pais (a mãe é de Nioaque).
Tatiany Furuse e Mateus Solano (1)
O projeto para as crianças é um sonho que Tati cultiva desde a adolescência e cresceu depois que mudou-se para o Rio de Janeiro e conquistou espaço nas artes visuais. Com vários papéis no cinema, teatro, sitcons e duas novelas na Globo - a primeira foi "Viver a Vida", como a enfermeira Sumiko -, contracenando ao lado de celebridades como José Mayer e Lília Cabral, Tati sente saudades de Mato Grosso do Sul, sobretudo das cidades onde morou (Rio Verde, Bonito, Guia Lopes da Laguna e Campo Grande) e de lugares onde curtiu momentos marcantes, como Porto Murtinho e a região pantaneira. Em território murtinhense, onde seu tio, Ademar Merigue, foi gerente do Banco do Brasil, ela lembra ter brincado muito nas ruas da cidade.
Sobre o trabalho para o público infanto-juvenil, conta que em Guia Lopes da Laguna pediram a ela um vídeo em que narra sua luta até chegar ao eixo Rio-SP e integrar o elenco da Globo. "Esse vídeo é para ser exibido nas escolas publicas do interior, falando sobre essa luta, sobre o fato de eu ter vivido lá, numa longínqua cidade do interior do Brasil, e mesmo assim buscar e encontrar as condições de realizar meus sonhos. É um documento de vida, falando que somos do tamanho de nossos sonhos e que podemos realizá-los com esperança, fé, dedicação, dignidade. Acreditar em Deus e em si mesmo. É um estímulo e fazer isso nada custa, especialmente em se tratando de arte, de cultura, de um bem que pertence à sociedade".
Tati Furuse considerou providencial a entrevista que concedeu ao MS Noticias (www.msnoticias.com.br). Agradeceu à direção do jornal eletrônico, assinalando que depois da entrevista várias coisas boas aconteceram e, além de abrir novas portas, reforçaram os projetos que pretende materializar pela cultura sulmatogrossense. E também pôs-se à disposição para servir de elo com atores, atrizes e nomes de proa do teatro, cinema e TV para divulgar a cultura e as potencialidades de Mato Grosso do Sul.
Edson Moraes