26 de outubro de 2020
Campo Grande 27º 22º

COMPORTAMENTO

Já é comum: veja dicas para manter um bom relacionamento aberto

Buscas pelo termo cresceram 70% nos últimos doze meses

O mundo mudou e as relações amorosas também. A monogamia deixou de ser a única forma de se relacionar com o outro, seja no namoro ou no casamento, e os relacionamentos abertos são cada vez mais comuns. 

As discussões sobre o tema são frequentes em revistas, portais de lifestyle, blogs e nas redes sociais as buscas pelo termo “o que é um relacionamento aberto” cresceram 70% nos últimos doze meses. Sem falar em reality shows como o famoso "De ferias com o ex" que influenciou o aumento da audiência da MTV entre os jovens de 18 a 24 anos. O canal pode ser acessado pela Sky.

Dado o grande interesse na temática, nota-se que tem muita gente interessada em descobrir o que é isso e se esse formato de relacionamento funciona para o casal. 

O QUE É RELACIONAMENTO ABERTO?

O relacionamento aberto é quando o casal se permite um envolvimento físico com terceiros. 

Diferente do poliamor, em que uma das partes se relaciona de forma romântica com mais de uma pessoa, com a autorização de todos os envolvidos, o relacionamento aberto está associado a momentos de prazer com alguém fora do relacionamento. 

Esse “outro” costuma ser estabelecido pelo casal: pode ser uma só pessoa, vários novos parceiros, amigos, ex, desconhecidos… 

É muito importante que o casal estabeleça regras para essa forma não-monogâmica de se relacionar, como, por exemplo, essa liberdade só existe se o parceiro estiver no mesmo local, ou o envolvimento só pode ser com pessoas do mesmo sexo, ou o parceiro só pode beijar o terceiro. Quebrar um dos combinados é traição!

Vale lembrar que o relacionamento pode ser aberto para uma ou ambas as partes e não é obrigatório se envolver com outras pessoas, e sim uma questão de escolha, de vontade, de tesão ou de oportunidade.

PARA QUEM FUNCIONA?

Relacionamento aberto não é sinônimo de traição, promiscuidade, evolução ou insatisfação com a relação. Pelo contrário: estar disposto a encarar esse tipo de relação é uma questão de autoconhecimento, de estar atento aos próprios desejos e como satisfazê-los, tudo isso aliado a uma comunicação honesta com o seu parceiro de namoro ou casamento. 

Embora o relacionamento aberto possa funcionar para qualquer pessoa que esteja disposta a topar a experiência, é preciso lembrar que casais muito ciumentos ou que já estão passando por algum tipo de crise na relação talvez não se adaptem. O ideal é trabalhar nesses pontos antes de se aventurar.

Aqueles que já têm motivos para desconfiar do parceiro também tendem a não se dar bem na hora de abrir o relacionamento. Contratar um detetive particular para investigar se o acordo está sendo cumprido pode ser uma alternativa para dar mais segurança à nova relação.

5 REGRAS DE OURO DO RELACIONAMENTO ABERTO

Para que esse formato de relação funcione, é essencial que cada casal estabeleça combinados que funcionam para si, afinal, cada relacionamento é único. Porém, algumas regras são obrigatórias para a relação do casal e as demais prosperarem. Confira:

TENHA MATURIDADE

Abrir o relacionamento é uma escolha. Portanto, seja sensato ao tomar a sua decisão. Se você não estiver pronto para isso, admita para o seu par. Porém, por mais decidido que você esteja, lembre-se que será preciso administrar o ciúmes e o apego dentro dessa nova relação.  

JAMAIS DESCUIDE DA SAÚDE

Se o sexo estiver liberado, é necessário redobrar a atenção com a sua saúde e a dos companheiros para não colocar ninguém em risco, principalmente quando falamos nas DSTs. O uso de preservativo é fundamental e os exames devem estar em dia!

DEDIQUE-SE AO SEU AMOR

É preciso manter a estabilidade da relação do casal, e isso só é possível cultivando o amor. Assegure ao seu parceiro que você o ama, que ele tem um espaço garantido no seu coração e que é com ele ao seu lado o futuro que você sonha.

LIDANDO COM A EXPOSIÇÃO

Estar em um relacionamento aberto deixa o casal mais exposto e sujeito a julgamentos. A maior parte da sociedade ainda tem um pé atrás com esse formato e poderá reprovar. Saiba lidar com opiniões conflitantes e situações desagradáveis com confiança em suas escolhas. 

REPENSE

Se o relacionamento aberto estiver rendendo ciúmes, desconfiança e mais brigas, é hora de repensar. Talvez uma conversa para revisar as regras possa resolver o assunto, mas, se for necessário, retorne a um relacionamento monogâmico ou busque ajuda de um profissional.

Com algumas regras e dedicação, esse formato pode fazer maravilhas para o seu atual ou próximo relacionamento! 


Fonte: Líder detetives, empresa de detetive particular em SP