29 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 20º

Com apenas 11 anos, Enzo se revela novo talento da literatura

A literatura na infância e na adolescência, assim como para os adultos, conduz as pessoas à aprendizagem e contribui para o melhoramento da escrita. Principalmente na infância, a literatura ajuda no desenvolvimento da criatividade e na escrita. Exemplo disso é o adolescente Enzo Beal Lopes, um apaixonado por literatura. Enzo começou a revelar seu talento ainda criança ao descobrir o amor pelos livros e escrever textos, desenhar e fazer gibis. Além disso, o menino prodígio já escreveu dois livros, porém, falta buscar apoio para sua publicação. Aluno do sétimo ano do colégio Liceu, Enzo tem preferência por livros de comédia, como o livro intitulado "O Diário de um Banana", do escritor Jeff Kinney, e estava trabalhando na escola, juntamente com sua professora e o resto da turma, a literatura de Cordel. Ao aplicar uma prova, sua professora pediu para que fosse feito uma poesia em formato Cordel sobre amizade e amor. “Adoro escrever, é um sentimento que não consigo explicar”, afirma o adolescente. Porém, apesar desse amor, Enzo tem outros planos e para ele, a literatura é um hobbie que o acompanhará durante toda a sua vida. Confira abaixo a poesia de cordel escrita por Enzo. “O coronel e o casal Seu coronel tinha uma filha Que um dia se apaixonou Era um jovem esbelto E uma amizade começou Eles se falavam todo dia E até agora o amor continuou O coronel não sabia de nada, Como sempre o último a saber Disse: filha, termina com esse cara Ela disse que não ia querer! Ele mandou ordem à polícia E o rapaz ele mandou prender! A amizade ainda persistia Entre a jovem e o rapaz Ele disse: amor você é linda! E além de linda, muito perspicaz Nunca vou te abandonar, amor E você não me abandone jamais Os dois morreram juntos Felizes a recordar Como começaram amigos E depois se danaram a namorar Tudo partiu duma amizade Depois até casar Viu só o que a amizade faz? Transforma amigos em um belo par E o coronel, por ter prendido o rapaz Hoje, se dana a lamentar Por um erro que cometeu E que agora fica a lembrar.”Tayná Biazus