25 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 24º

INTERNET

PM bolsonarista vira piada nas redes após tuite 'avisando atentado'

O PM e youtuber teve o porte de arma suspenso e pode ser expulso da corporação após mentir para um ex-comandante

O Policial Militar e youtuber, Gabriel Monteiro, assíduo defensor de Jair Bolsonaro que já teve o porte de arma suspenso e pode ser ‘expulso’ da corporação à qual faz parte no Rio de Janeiro, pois mentiu e está submetido à Comissão de Revisão Disciplinar, sendo punido por ter "tratado de forma desrespeitosa" o ex-comandante geral da PM, o coronel Íbis Silva Pereira, também virou ‘piada’ nas redes sociais após publicação de um tuite em que afirma ter recebido uma ligação da facção criminosa, Comando Vermelho (CV), onde ele teria sido ameaçado de morte. 

“O Comando Vermelho acaba de ligar pra minha equipe dizendo que irá fazer um atentado contra mim. Estamos esperando, estou na rua Amaral Peixoto, 370, Niterói, Centro. C.V é brabo com os cidadãos indefesos. Eu e minha equipe aguardamos ansiosamente.”, escreveu o PM bolsonarista.

O soldado ainda afirmou no mês passado, que está sendo ameaçado de morte e que não poderia se defender sem armas. "Se eu morrer, já sabem quem são os responsáveis", disse.

O filho do presidente, Eduardo Bolsonaro endossou o pedido de devolução de posse de arma ao youtuber. 

A internet reagiu a postagem do PM criando vários memes ironizando o episódio. 

Veja abaixo: