22 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 23º

Economia

Aneel propõe aumento de 21% na conta de luz; medida ainda vai a consulta pública

A- A+
source
Tomada de três pinos
Marcos Santos/USP Imagens
Tomada de três pinos


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) apresentou, nesta terça-feira (23) a  atualização dos valores das bandeiras tarifárias na conta de luz. No caso da bandeira vermellha, o aumento proposto é de 21,3%.

Os percentuais ainda serão discutidos em consulta pública, mas, uma vez aplicados, tonarão as contas de luz ainda mais caras e pressionaraão a inflação, que já está em alta com os efeitos da crise da pandemia. 

Na bandeira vermelha Patamar 1, a Aneel prevê o aumento do adicional de R$ 4,169 para R$ 4,599 a cada 100 kWh.

Já o Patamar 2 poderá ter o valor elevado de R$ 6,243 para R$ 7,571 a cada 100 kWh.

Leia também

A bandeira verde permanece sem alteração.

Já no caso da da bandeira amarela, pode haver redução de R$ 1,343 para R$ 0,996 a cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumidos.

A Aneel pode acionar as bandeiras vermelhas e amarelasquando há aumento do custo de geração de energia (Patamar 1 e 2). Durante a reunião pública de diretoria, o diretor-geral da agência, André Pepitone, destacou que o sistema de bandeiras tarifárias foi estruturado para cobrir 95% do custo das termelétricas despachadas pelo Operador Nacional do Sistema (ONS).

Os novos valores serão discutidos com o setor, entre 24 março e 7 de maio, em consulta pública aprovada hoje.