25 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

Economia

BC vê retomada 'robusta' no segundo semestre com vacinação em massa

A- A+
source
Banco Central divulgou ata do Copom nesta terça-feira (23), apontando possibilidade de retomada no segundo semestre
Raphael Ribeiro/BCB - 26.4.2019
Banco Central divulgou ata do Copom nesta terça-feira (23), apontando possibilidade de retomada no segundo semestre

O Banco Central (BC) avalia que ainda há muita incerteza sobre o ritmo de evolução da atividade econômica do primeiro semestre do ano, mas que há a possibilidade de uma " retomada robusta " na segunda metade de 2021 com a ampliação da vacinação no país.

A informação consta na ata da reunião do Comitê de Política Monetária ( Copom ), que elevou a taxa básica de juros de 2% para 2,75% ao ano e foi divulgada nesta terça-feira (23).

De acordo com o BC , a retomada econômica vinha "surpreendendo positivamente", mas ainda não existem dados concretos sobre o impacto do recente aumento de casos e mortes por Covid-19 na economia, o que trouxe muita incerteza para o primeiro semestre do ano.

"O Comitê avaliou que uma possível reversão econômica devido ao agravamento da pandemia seria bem menos profunda do que a observada no ano passado, e provavelmente seria seguida por outra recuperação rápida. Para o Comitê, o segundo semestre do ano pode mostrar uma retomada robusta da atividade, na medida em que os efeitos da vacinação sejam sentidos de forma mais abrangente", diz a ata.

Você viu?

Inflação

A ata do Copom também apresentou mais detalhes sobre a decisão de subir juros e a preocupação com a alta da inflação . O documento mostra que o BC se atentou ao aumento das projeções de inflação, que chegaram a bater em 4,6% na semana do Copom, acima da meta de 3,75% para este ano.

"O Comitê ponderou que, apesar da recente aprovação de reformas importantes, que trarão benefícios no médio prazo, os riscos fiscais de curto prazo seguem elevados devido ao agravamento da pandemia, implicando um viés de alta nessas projeções. Essa assimetria no balanço de riscos afeta o grau apropriado de estímulo monetário, justificando a trajetória com elevação inicial dos juros superior à suposta no cenário básico", mostra trecho da ata.

Apesar de continuar avaliando que a alta da inflação é temporária, o BC também levou em conta as recentes divulgações do IPCA, que chegou a 5,20% no acumulado de 12 meses em fevereiro.

"Finalmente, acerca da dinâmica recente da inflação, o Comitê apontou que, apesar do diagnóstico de que os choques atuais são temporários, o modelo de metas prevalente no país considera a inflação cheia no ano-calendário. Todos esses fatores contribuíram para uma postura mais assertiva na condução da política monetária", diz a ata.