19 de janeiro de 2021
Campo Grande 27º 21º

Carne suína teve maior valorização este ano até maio

Embora o cenário do princípio do ano tenha sido um pouco indefinido, a realidade é que as três principais carnes exportadas pelo Brasil encerraram o quinto mês de 2014 com recuperação de preço em relação aos valores registrados no final de 2013, de acordo com o levantamento do AviSite. Mas a principal valorização ficou restrita à carne suína. Na comparação com dezembro de 2013, a carne bovina alcançou, em maio deste ano, preço médio 2,28% superior. Já a carne de frango valorizou 6,08%, obtendo, em maio, o melhor preço médio dos últimos 10 meses. Já o incremento de preço da carne suína foi de 16,55%. O que significou, também, o melhor preço obtido em todos os tempos na exportação do produto. De toda forma, não custa registrar que esse desempenho excepcional (que deve repetir-se em junho corrente) está restrito exclusivamente ao mês de maio. Porque até abril passado (e desde janeiro de 2012) o preço médio alcançado pela carne suína permaneceu abaixo do registrado três anos atrás. Por sinal, analisados os 37 meses decorridos entre maio de 2011 e maio de 2014, as três carnes registraram desempenho muito similar e, de certa forma, sofrível. Pois, nos três casos, o preço médio em três anos ficou aquém do registrado no inicio do período. Assim, a carne suína - cujo preço mais recente valorizou-se praticamente 14% em relação a maio de 2011 - obteve, na média desses 37 meses, preço equivalente a 95% do valor registrado no primeiro mês do período analisado. Com a carne de frango a situação não foi muito diferente, pois seu preço médio correspondeu a cerca de 94% do valor alcançado em maio de 2011.  Diário do Comércio e Indústria