MS Notícias

sbado, 04 de julho de 2020

ECONOMIA

Comércio virtual tem aumento de vendas durante a quarentena

Veja as perspectivas de vendas do E-commerce durante a pandemia

Por: REDAÇÃO03/06/2020 às 12:37
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução/Divulgação

 As possibilidades de negociações e de lucro com o mercado futuro devem ser mais atrativas devido ao crescimento do E-commerce durante a quarentena. Esse recurso de vendas online é essencial para manter os empreendimentos ativos durante esse período de crise, por conta do novo coronavírus, e reduz o prejuízo dessas empresas. 

Por isso, as perspectivas de negociações dos ativos em datas futuras são positivas. O cenário atual mostra que muitas companhias conseguem manter a sua arrecadação através do comércio online. Ou seja, por meio do E-commerce. 

Isso significa que as transações comerciais em datas definidas anteriormente, independente da valorização ou não que ocorrer no período, têm menor risco de perda. 

Esse tipo de operação lida com as possibilidades e projeções do mercado. Além de permitir que o investidor negocie como achar melhor. 

Embora essa seja uma aplicação de risco por depender do desenvolvimento econômico até a data da transação comercial, o crescimento do E-commerce garante que o risco não seja tão alto. 

Isso porque esse método de venda ajuda as empresas a não quebrarem e ainda movimenta o mercado. Segundo dados da consultoria Ebit/Nielsen as  vendas online registraram aumento de 18,5% na primeira semana de abril.

COMO A QUARENTENA AFETA A ECONOMIA

O fato de o contágio pelo novo coronavírus ser muito rápido e se espalhar instantaneamente, causou uma pandemia que colocou todos em alerta. Isso porque sem os cuidados necessários, o sistema de saúde não consegue responder à demanda de atendimentos, causando um colapso nos hospitais.

Assim, é preciso adotar algumas medidas para reduzir a contaminação e evitar que os casos cresçam tão rápido. Como o contágio é perigoso, uma das medidas de prevenção mais importantes para a diminuição do vírus é o isolamento social, evitando locais públicos onde normalmente há grande fluxo de pessoas. 

Isso faz com que muita gente precise parar sua rotina de trabalho e ficar em casa. Isso reduz a produtividade, a arrecadação pessoal, o poder de compra e o consumo.

PORQUE O E-COMMERCE CRESCEU DURANTE A PANDEMIA

O E-commerce é um sistema de compra que não depende da presença do consumidor no estabelecimento físico. Por esse motivo é uma alternativa bem prática para evitar aglomerados urbanos e contato social, assim o comprador evita se contaminar pelo vírus.

Muitos estabelecimentos já trabalhavam com essa modalidade e viram o uso desse tipo de venda crescer. Ao mesmo tempo, outros locais que ainda não adotavam o E-commerce passaram a utilizar esse sistema e tiveram a oportunidade de se manter ativos. Dessa forma, o comércio online cresceu bastante nesse período de crise.

COMPRA ONLINE

A compra online é um processo virtual que elimina a etapa do consumidor se deslocar até o estabelecimento físico, escolher o seu produto, pagar por ele e o levar para casa. Tudo isso é realizado online, sem contato com outras pessoas ou espaços públicos.

Adquirir um produto sem sair de casa é uma escolha positiva em meio a pandemia do novo coronavírus. Isso contribui bastante para o crescimento do E-commerce durante a quarentena.

PAGAMENTO COM CARTÃO DE CRÉDITO

Quando o consumidor adquire produtos através do E-commerce, ou seja, online, pode realizar o pagamento com cartão de crédito. 

Isso é muito prático e seguro, pois evita o deslocamento até as lojas e mercados, além de diminuir a circulação de cédulas. O dinheiro em papel passa pela mão de vários usuários e pode estar contaminado, nesse momento isso é um risco que deve ser evitado. 

Além da possibilidade de utilizar cartão de crédito como forma de pagamento, o consumidor também pode pagar com boleto bancário em diversos estabelecimentos. 

Atualmente as instituições financeiras disponibilizam aplicativos que facilitam os pagamentos, inclusive de boleto, sem o pagamento de taxas extras.

ENTREGA EM DOMICÍLIO

Normalmente, ao realizar uma compra online o consumidor recebe o produto em casa. Isso torna muito prático e fácil adquirir o que for preciso de forma segura. Basta receber o item comprado e manter os cuidados básicos de higiene. 

O serviço de entrega a domicílio evita que as pessoas se aglomerem em mercados e lojas, por exemplo. Apenas os funcionários do local circulam e recolhem os pedidos, o que reduz o risco de contaminação.

A CRISE ECONÔMICA E PRECAUÇÕES

Os cuidados com os recursos financeiros devem ser constantes, tanto para as empresas quanto para os consumidores. 

Porém, em momentos de crise, essa atenção é ainda mais vital. Com um bom planejamento e tomando as medidas certas, é possível atravessar o período de crise sem entrar no sufoco, sem acumular dívidas e diminuindo os impactos financeiros.

No caso da crise causada pela disseminação do novo coronavírus e pelos métodos de prevenção do contágio, algumas ações podem ser essenciais para manter o empreendimento ativo. 

Por exemplo: ter um sistema de vendas online e entrega de mercadorias que permita as pessoas comprarem sem sair de casa. Cada contexto exige uma precaução diferente e, para saber qual é a melhor decisão, é importante acompanhar o cenário econômico.

 

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma