02 de dezembro de 2021
Campo Grande 30º 22º

Entidade alerta cotonicultores de MS a redobrarem cuidados no fim de safra

A- A+

Relatório da Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul) divulgado nesta sexta-feira (4), faz um alerta aos cotonicultores do estado para que eles redobrem os cuidados com as lavouras neste período de fim safra. Conforme a entidade, os produtores devem estar atentos aos cuidados com a qualidade da pluma e ainda implementarem ações para diminuir as populações de pragas já visando o próximo ciclo. “Menor umidade, controle racional de mosca branca e pulgão, redução das populações de bicudo, colheita rápida e ótima destruição de soqueira são fundamentais”, destaca o relatório. Conforme a Ampasul, na região de Chapadão do Sul, um dos polos da cultura no estado, 80% das fazendas já iniciaram a colheita do algodão safra. A produtividade, entretanto, está em 275 arrobas de algodão em caroço por hectare, abaixo da esperada, que é de pelo menos 300 arrobas por hectare. Já na região de Costa Rica e Alcinópolis, apenas uma propriedade iniciou a colheita do algodão safra, mas todos os outros cotonicultores já fizeram a aplicação de produtos de maturação e desfolha das plantas. Em contrapartida, na região central, o início da colheita deve ocorrer somente na próxima semana. A entidade aponta que em razão do excesso de chuva houve prejuízos em algumas áreas, mas que a maioria das lavouras apresenta bom potencial produtivo, com expectativa de produção superior a 300 arrobas de algodão em caroço nos talhões.  Agrodebate