15 de janeiro de 2021
Campo Grande 26º 23º

Exportação de industrializados de MS chega a US$ 1,81 bi no semestre

As exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul apresentaram, de janeiro a junho deste ano, crescimento de 7,1% e a receita superou US$ 1,81 bilhão contra US$ 1,69 bilhão no mesmo período do ano passado, ou seja, 63% da receita do total de exportação do Estado, conforme levantamento do Radar da Federação das Indústrias do estado (Fiems). Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, no primeiro semestre, as maiores evoluções ocorreram, principalmente, nos grupos “Complexo Frigorífico”, “Óleos Vegetais”, “Couros e Peles”, “Papel e Celulose” e “Extrativo Mineral”, que proporcionaram, no comparativo com igual período de 2013, elevação das receitas em US$ 83,7, US$ 57,8, US$ 32,3, US$ 31,1 e US$ 28,4 milhões, respectivamente. “Com receita equivalente a US$ 385 milhões, junho de 2014, registrou o melhor resultado mensal já alcançado em toda a série histórica da exportação de produtos industriais de Mato Grosso do Sul. Quando comparado com os resultados de igual mês, ao longo da série, vale ressaltar que de janeiro de 2010 até agora foram registradas 45 quebras de recorde nas receitas de exportação”, destaca Resende. Principais grupos de produtos Ele acrescenta ainda que, nos seis primeiros meses deste ano, os segmentos “Complexo Frigorífico”, “Celulose e Papel” e “Extrativo Mineral” responderam por mais de 76% da receita total da exportação de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul. No “Complexo Carne”, por exemplo, a receita de exportação alcançou o equivalente a US$ 587,9 milhões, crescimento de 16,6% em relação ao mesmo período de 2013, quando as vendas foram de US$ 504,2 milhões, com destaque para as carnes desossadas e congeladas de bovinos e pedaços e miudezas comestíveis congelados de frango, tendo como principais compradores Rússia, Hong Kong, Arábia Saudita, Japão, Venezuela, Chile e China. Agrodebate