17 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Economia

Exportações do agronegócio cresceram 5,9% em março

As exportações do agronegócio brasileiro foram de US$ 8,35 bilhões em março de 2016, cifra é recorde da série histórica para os meses de março, com aumento de 5,9% comparado ao mesmo período do ano passado.  O maior valor foi registrado em março de 2014, quando as exportações atingiram US$ 7,97 bilhões. Esses dados são provenientes da Balança Comercial do Agronegócio, divulgada hoje (8) pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

As exportações do agronegócio em março responderam por 52,2% das vendas externas do Brasil. No mesmo período de 2015, o percentual foi de 46,4%. “Em março, estamos comemorando uma participação inédita do setor do agronegócio nas vendas totais do país. Essa participação é inédita da série histórica”, disse a secretária de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Tatiana Palermo. A série histórica foi iniciada em 1997.

Enquanto as exportações aumentaram, as importações diminuíram de US$ 1,41 bilhão em março de 2015 para US$ 1,16 bilhão em março de 2016.

Soja

O complexo soja foi o principal setor exportador em março. As vendas externas da soja em grãos foram de US$ 2,92 bilhões, com expansão de 32% em relação a março de 2015. As carnes apareceram na segunda posição entre os principais setores exportadores. O setor exportou US$ 1,24 bilhão, o que significou expansão de 5,4% em relação a US$ 1,17 bilhão exportado em março de 2015. A principal carne exportada pelo Brasil foi a de frango.

Houve aumento de 42,9% em março de 2015 para 47,5% em março de 2016 da participação da Ásia nas exportações brasileiras do agronegócio. A balança comercial do agronegócio mostra que o Oriente Médio expandiu as aquisições de produtos do agronegócio brasileiro em 46,3% entre março de 2015 e março de 2016, vindo a ocupar a terceira posição entre os blocos ou regiões geográficas para as quais o Brasil exporta.