22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

ECONOMIA| EMPREGO

Guedes sinaliza que auxílio pode voltar para metade dos beneficiários

Verba em 2020 foi única fonte de renda para alguns desempregados, que tem chance de arrumar novo serviço junto às Fundações de Trabalho regionais

A- A+

Incerteza pauta o auxílio emergencial, que foi saída da crise e única fonte de renda para boa parte dos beneficiários em 2020 (36% segundo pesquisa Datafolha publicada em dezembro), diante da pandemia mundial do novo coronavírus. Diante disso, quem se encontra fora do mercado de trabalho, tem chance de encontrar um emprego nas fundações do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab) e Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat).

Ainda ontem, 5ª feira (04.fev.2021), o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que, metade dos beneficiários que receberam o auxílio no ano passado podem voltar a receber o recurso, retomada essa que depende do acionamento de “cláusulas necessárias”, segundo informações do G1.

Após reunião com o atual presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) - que chegou ao cargo por apoio direto do Palácio do Planalto –, Guedes afirmou que o governo federal já sabe como lidar com os efeitos econômicos da pandemia da Covid-19 e pediu que o Congresso retome a agenda de reformas.

Para não esperar a decisão de braços cruzados, confira as oportunidades de emprego para hoje (05.fev):

Também a Funtrab que, segundo balanço oficial da Fundação, disponibilizou quase nove mil vagas para pessoas com algum tipo de deficiência, traz oportunidades para todos aqueles que tem vontade de trabalhar, nesta 6ª feira (05.fev.).

Dados do balanço apontam que, em 2020, foram oferecidas pela Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul: 24.470 vagas de empregos; 8.744 para PcD (sendo 35.76% das vagas oferecidas) nas deficiências auditiva, com 1.803 oportunidades; física (5.030); visual (97) e múltipla (1.814).

Todas as vagas, quantidades e demais informações para cada município, você encontra no portal Funtrab Vagas em Destaque.