20 de junho de 2021
Campo Grande 25º 13º

Plantio de soja evolui com retorno das chuvas

A- A+

Com as chuvas que ocorreram no centro-oeste e no sudeste do país na última semana, os trabalhos de plantio da nova safra brasileira registraram melhora em seu ritmo. As regiões estavam com os trabalhos praticamente paralisados devido ao clima seco. As informações são do site Safras e Mercados. De acordo com  o analista de Safras & Mercado, Luiz Fernando Roque, mesmo sem registro de grandes volumes de chuva, os níveis das precipitações e a previsão de novas chuvas para os próximos dias foi suficiente para encorajar parte dos agricultores a retomarem os trabalhos de semeadura do na faixa central do país. Estados como São Paulo, Minas Gerais e o Distrito Federal ainda não haviam iniciado o plantio, e devido às chuvas, colocaram máquinas no campo para o começo dos trabalhos. Com dados recolhidos até o dia 24 de outubro, 12,49% da área total prevista de já foi semeada no país. O percentual equivale a 3,925 milhões de hectares plantados. Na semana passada, o percentual era de 7,3%. Em mesmo período no passado, o percentual era de 26%. A média histórica dos últimos cinco anos para o período é de 31%. Em Mato Grosso, houve a retomada do trabalho em boa parte do estado.  No total, 16% da área já foi semeada, ou 1,412 milhões de hectares de um total de 8,83 milhões de hectares. Na semana anterior, o percentual era de 9%, enquanto em mesmo período na safra passada o número era de 48%. A média histórica dos últimos cinco anos é de 48% para o período. No Mato Grosso do Sul, a maior parte do estado também conseguiu retomar os trabalhos. Do total previsto de 2,22 milhões de hectares, 22% foram semeados, o equivalente a 488 mil hectares. Na semana passada o número era de 7%, enquanto em mesmo período do ano passado o percentual era de 45%. A média dos últimos cinco anos é de 47% para o período. Em Goiás, também houve aceleração no ritmo da semeadura. Da área total prevista de 3,25 milhões de hectares, 12% foram semeados, ou 390 mil hectares. Na semana anterior o percentual era de 4%, enquanto em mesmo período no ano passado o número era de 28%. A média dos últimos cinco anos é de 32% para o período. Tayná Biazus