16 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 22º

Preço do bezerro atinge recorde em MS

O mês de maio foi encerrado com a cotação do bezerro a preço médio de R$ 1.903 a cabeça, no Estado, sendo o melhor resultado já registrado. Foi revelado também, através de informações do Departamento de Economia da Famasul (da Agricultura e Pecuária de MS), que o alto custo de reposição bovina preocupa o invernista, ou seja, produtor que compra o bezerro, recria e engorda, e também o confinador do Estado. Para a gestora econômica da Famasul, Adriana Mascarenhas, com esse valor, o produtor sul-mato-grossense consegue comprar 1,81 bezerro com a venda de um boi gordo. "No mês de maio, o boi gordo teve média de R$ 115,31 a arroba, muito acima dos preços praticados no período. Entretanto, as cotações do bezerro também acompanharam este movimento de elevação, comprometendo a rentabilidade do pecuarista", avalia. Adriana Mascarenhas, gestora econômica da Famasul, acredita que este valor, o produtor sul-mato-grossense consegue comprar 1,81 bezerro com a venda de um boi gordo.  A relação de troca entre o boi gordo e o bezerro praticada em maio, de 1,81 bezerro comprado com a venda do boi gordo, é a menor desde janeiro de 2012, com redução de 5,2% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a equivalência era de 1,91 bezerro. "A tendência para o curto prazo é de que os preços do bezerro continuem em alta", prevê Adriana.  O diretor secretário do Sistema Famasul, Ruy Fachini, ressalta que o atual cenário comprova a projeção desenhada no início do ano. "Em fevereiro já afirmávamos que a planilha do produtor continuaria apertada devido aos preços do bezerro e boi magro. Para melhorar sua rentabilidade, o criador de gado precisa aprimorar sua gestão administrativa e adotar um sistema de controle de custos”, recomenda o dirigente. Os preços citados são nominais, ou seja, não consideram a inflação ao longo dos anos. De acordo com os registros do Departamento de Economia da federação, os valores do bezerro mantêm patamar recorde ainda que considerado a inflação do período analisado. Tayná Biazus