19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Salário mínimo regional será implantado por Azambuja

A- A+

O governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), vai criar o salário mínimo regional, que será maior que o nacional, estabelecido em R$ 724,00. O anúncio foi feito pela vice-governadora eleita, Rose Modesto (PSDB), na manhã de ontem durante a 8ª Plenária da Força Sindical Regional Mato Grosso do Sul.

Durante a campanha, Azambuja foi procurado por lideranças sindicais de Mato Grosso do Sul, que integram o Fórum Sindical dos Trabalhadores de MS, que entregaram uma pauta de reivindicações de medidas e ações que beneficiam a classe trabalhadora do Estado.

 “Aquilo que combinamos, vamos executar. Nosso estado terá um salário mínimo regional”, reafirmou Rose Modesto, diante de dezenas de sindicalistas dos setores do comércio, indústria e serviços, da capital e interior, que se reuniram em Campo Grande, na plenária da Força Sindical MS.

De acordo com o presidente da central no Estado, Idelmar da Mota Lima, disse que o sindicato se reuniu há cinco anos e depois de estudar bastante o assunto, inclusive com estudos de profissionais especializados na matéria, resolveram formular essa reivindicação, pois entendemos que ela é viável para nosso Estado.

 “Esse mínimo regional valoriza a classe trabalhadora e aumenta seu poder de compra. As autoridades precisam se conscientizar de que é preciso valorizar a classe trabalhadora, para que ela tenha melhor remuneração e, consequentemente melhor qualidade de vida”, afirmou José Lucas, coordenador do Fórum Sindical dos Trabalhadores em Mato Grosso do Sul e presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros.

Tayná Biazus