19 de setembro de 2020
Campo Grande 32º 21º

ESPORTE

Atletas que testaram positivo para Covid-19 são liberados para enfrentar o Flamengo

Jogadores poderão jogar nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Brasileirão

Jorge Pagura, presidente da Comissão Médica da CBF, explicou os critérios usados pela confederação para liberar quatro jogadores do Atlético-GO que testaram positivo para o novo coronavírus para enfrentar o Flamengo nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Brasileirão.

Nos baseamos em uma norma do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos, já aceita pela Organização Mundial de Saúde. Essa norma prevê que, após um exame PCR positivo, o isolamento de dez dias é suficiente para liberar o paciente – disse Pagura.

– Todos os clubes estão informados sobre o que ficou estabelecido. Houve um caso do Oeste (clube paulista que joga a Série B) que foi liberado com base nos mesmos critérios – completou.

Um documento assinado pelo presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Clovis Arns, foi enviado aos clubes das Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro. Ele deixa claro que atletas que testaram positivo há mais de dez dias (caso do quarteto do Atlético-GO) podem jogar e não precisam realizar novos testes.

Um trecho do documento diz:

"Atletas que já apresentaram PCR de nasofaringe para COVID detectado (positivo) ou anticorpos Ig G ou anticorpos totais reagentes ou positivos há mais de 10 dias podem treinar e jogar e não necessitam realizar nenhum outro teste até o final do Campeonato".

 
 
*Informações do ge|