05 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º

Deixo que os números falem por mim, diz Pato após gol de pênalti

No dia 23 de outubro, o atacante Alexandre Pato passou a ser muito criticado pela torcida graças ao pênalti mal batido contra o Grêmio, que eliminou o Corinthians da semifinal na Copa do Brasil.

Quase 20 dias depois, o jogador resolveu ao marcar, em cobrança de penalidade, o gol da vitória sobre o Fluminense, no domingo, em Araraquara (SP). Depois de toda a pressão que viveu no período, o camisa 7 mostrou tranquilidade após fazer o tento contra o rival carioca.

"Um dia eles [os torcedores] me vaiam, hoje [ontem] me aplaudem", disse o atacante, que saiu com a mão atrás da orelha, na comemoração do gol, e mais cedo foi um dos que teve o nome colocado em uma faixa do hotel em Araraquara, cobrando mais empenho.

"Estou trabalhando, os números mostram. Quando fui titular, fiz gols, então eu deixo que os números falem por mim", acrescentou o atacante antes de deixar o gramado da Fonte Luminosa.

Dentro do elenco alvinegro, os jogadores mostraram satisfação pela volta por cima, após a cavadinha mal aplicada diante do Grêmio. O goleiro Walter disse que o atacante com passagem pela seleção brasileira estava de alma lavada.

"Você viu a comemoração, ele limpou a alma. Fico feliz por ele", afirmou o goleiro, acompanhado pelo atacante Emerson.

"Acho que é justo, ele sabe que errou, sabe que cometeu uma falha grave [contra o Grêmio], mas é ser humano e todos nós estamos sujeitos a errar. O importante é ter a grandeza de saber que errou e continuar trabalhando, persistir. Foi o que nós tentamos desde o início colocar para ele, que precisaria dar a volta por cima", completou o camisa 11, que foi cobrado nas faixas mais cedo, assim como Romarinho e Pato.

Folhapress